Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de tecnologia através da realidade virtual como reabilitação precoce e aumento do nível de atividade física em pacientes internados na unidade de terapia intensiva

Processo: 16/14857-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Carolina Fu
Beneficiário:Tamires Teixeira Gomes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Atividade física   Reabilitação (terapêutica médica)   Capacidade funcional   Imobilização   Deambulação precoce   Jogos de computador   Pacientes internados

Resumo

A inatividade física em pessoas saudáveis pode predispor desenvolvimento de algumas doenças, em pacientes internados na UTI, que normalmente são acometidos pela síndrome do imobilismo, ou seja ficam na maior parte do tempo em inatividade física também predispõe a diversas alterações nos sistemas respiratório, cardiovascular, renal, endócrino, gastrointestinal, problemas de equilíbrio, coordenação e delirium e também no sistema musculoesquelético, que apresenta uma perda de 1% a 1,5% de força muscular por dia após sua internação. Todos esses fatores levam a uma redução da capacidade funcional, na qual antes do paciente ser internado ele era funcionalmente independente, e após a sua alta, acaba se tornando parcialmente ou totalmente dependente, o que reduz a sua qualidade de vida, já que ele necessita da ajuda de um terceiro para realizar suas atividades básicas e instrumentais de vida diária. A partir desse cenário, muitas pesquisas estão sendo publicadas em relação a mobilização precoce, porém são escassos os trabalhos que abordam estudos de equipamentos tecnológicos específicos para aumentar o nível de atividade desses pacientes. Uma ferramenta que esta disponível é o uso de realidade virtual (videogame), Nintendo Wii®, que é muito utilizado em reabilitação com pacientes com acometimentos neurológicos. No entanto, existem muito poucos estudos que avaliam o uso desse equipamento dentro da UTI. Nosso objetivo é utilizar o Nintendo Wii com pacientes internados na UTI avaliando se há um aumento do nível de atividade física, sua segurança e factibilidade. Além disso avaliar a satisfação dos pacientes ao usar esse equipamento.