Busca avançada
Ano de início
Entree

Restabelecimento dos conteúdos de Blue Carbon em solos de manguezais sob restauração

Processo: 16/00361-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Tiago Osório Ferreira
Beneficiário:Tatiana Scacco Pereira
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Manguezais   Carbono no solo   Carbono orgânico total   Captura e armazenamento de carbono   Estoque de carbono   Dinâmica do carbono

Resumo

Os manguezais são ecossistemas encontrados em quase toda costa brasileira, desempenhando diversas funções e serviços ecológicos, além de possuir importância social e econômica. Apesar da sua pequena expressão em território mundial, os manguezais juntamente com as outras áreas úmidas costeiras (e.g., seagrasses e marismas) cumprem um papel significativo no armazenamento de C, principalmente em seus solos. O recente reconhecimento da relevância desses ecossistemas no sequestro de C levou à criação do termo Blue Carbon sinks referente aos estoques presentes nessas áreas. A preocupação com o ciclo global do C, as emissões de gases do efeito estufa (GEEs) e seus possíveis impactos no clima global levaram pesquisadores e agências públicas à busca por políticas que visem a mitigação da concentração de GEEs na atmosfera. Dessa maneira, os manguezais se revelam como peça chave para a mitigação do CO2 na atmosfera. Sendo assim, este projeto visa quantificar os estoques de C em solos de manguezais sob processos de recuperação, localizados em dois compartimentos da costa brasileira (Costa Nordeste Semiárida e Costa Granítica Sul). Nestas áreas, serão quantificados os estoques de C e os valores avaliados em função do tempo de replantio, comparando-os com os valores obtidos em bosques preservados. Além disso, será avaliada a evolução da especiação de Fe e S para uma melhor compreensão dos processos relacionados ao acúmulo de C nestes solos. As amostras coletadas em cada um dos estuários serão analisadas para a determinação da granulometria; pH; Eh; condutividade elétrica; C orgânico total e frações de Fe. Os resultados obtidos neste projeto serão utilizados para avaliar a dinâmica desses solos bem como a viabilidade de recuperação de manguezais com vista ao sequestro de C.