Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da radiação UV-B na decomposição da serapilheira em um ecossistema tropical - determinação da constante K de decomposição e qualidade da serapilheira

Processo: 16/09698-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 30 de outubro de 2016
Vigência (Término): 18 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luiz Antonio Martinelli
Beneficiário:Osmarina Alves Marinho
Supervisor no Exterior: Jennifer King
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Santa Barbara (UC Santa Barbara), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/00971-1 - Decomposição da serapilheira sob efeito da fotodegradação em um ecossistema de floresta ombrófila densa montana no Litoral Norte do Estado de São Paulo, BP.MS
Assunto(s):Nitrogênio   Raios ultravioleta   Ciclagem de nutrientes   Carbono   Isótopos estáveis

Resumo

A decomposição é um dos fatores-chave para o estudo sobre o funcionamento dos ecossistemas visto que está intrinsecamente relacionada com a ciclagem de nutrientes e os ciclos biogeoquímicos que afetam o clima, a dinâmica da matéria orgânica do solo, entre outros fatores essenciais importantes para a manutenção da comunidade vegetal nos ambientes terrestres. A decomposição em ecossistemas florestais tropicais é um processo complexo e pode ser induzida por vários fatores ambientais podendo ser distintos quando comparados com os ecossistemas áridos e semi-áridos. Atualmente, o estudo sobre os fatores abióticos como a radiação solar durante o processo de decomposição em ecossistemas florestais tem sido pouco investigado. A fotodegradação é conhecida como um processo abiótico que ocorre através de mineralização fotoquímica de compostos ativos ou através da formação compostos de espécies reativas de oxigênio, como o resultado na indução de radiação solar. A Floresta Tropical Atlântica está localizada ao longo da costa brasileira em diferentes gradientes de altitude. O parque estadual da Serra do mar de São Paulo (PESM), núcleo Santa Virgínia, abrange uma floresta montana que faz parte do bioma Mata Atlântica, considerada como hotspot da biodiversidade. Desta forma, este estudo tem como objetivo realizar um estágio de pesquisa na Universidade da Califórnia, campus de Santa Barbara (UCSB) com a Professora Jennifer King para dar apoio adicional na análise dos dados da qualidade de decomposição da serapilheira obtidos através do experimento instalado no Brasil. Para Isso será realizado correlações entre os tratamentos para investigar possíveis causas das diferenças e determinado a constante de decomposição (K). No final deste estágio é esperado obter uma conhecimento mais profundo sobre o tema e uma discussão mais consistente sobre os resultados da experiência de decomposição da serapilheira em florestas tropicais.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.