Busca avançada
Ano de início
Entree

Estresse hídrico e aplicação de silício em plantas de tomate cultivar Micro-Tom. expressão gênica, fisiologia, bioquímica e microscopia

Processo: 16/13915-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Carmen Sílvia Fernandes Boaro
Beneficiário:Carla Verônica Corrêa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Genética   Troca gasosa   Enzimas antioxidantes   Ácido abscísico   Fisiologia vegetal

Resumo

Atualmente há grande preocupação de utilização e conservação dos recursos hídricos. Neste aspecto a agricultura apresenta um papel de destaque, devido ao expressivo consumo de água. Além disso, são preocupantes as alterações climáticas caracterizadas por veranículos que comprometem a produção agrícola. Desta forma, busca-se a utilização mais eficiente da água, seja por meio de plantas resistentes à seca, ou de seu cultivo em condições que aumentem a eficiência do uso de água pelas plantas. Assim, pesquisas estão sendo direcionadas em relação ao uso de silício por se tratar de um elemento capaz de aumentar a resistência das plantas ao estresse hídrico. No entanto, embora seja conhecido seu efeito benéfico ao reduzir os danos causados por estresse hídrico em vegetais, não se conhecem os mecanismos gênicos, fisiológicos, hormonais, enzimáticos e estruturais relacionados com este elemento. Desta forma, o objetivo desta pesquisa será verificar possíveis relações do silício com genes, enzimas e hormônios envolvidos na redução de danos causados por estresse hídrico, além da sua deposição nos tecidos vegetais, interferindo na fisiologia da espécie. As características avaliadas serão: expressão gênica, atividade das enzimas peroxidase, superóxido dismutase e catalase, dos osmólitos prolina e açúcares solúveis, do ácido abscísico (ABA), silício nos tecidos vegetais, trocas gasosas, eficiência do uso da água, fluorescência e massa seca dos diferentes órgãos de plantas de tomate cultivar Micro-Tom (MT).

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.