Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da fotobiomodulação sobre a expressão gênica de calcineurina e miostatina no músculo esquelético pós lesão nervosa periférica de Ratos Wistar

Processo: 16/16753-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Raquel Agnelli Mesquita Ferrari
Beneficiário:Patrick Raoul Vicente de Matos
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Nervo isquiático   Terapia a laser de baixa intensidade   Regeneração nervosa   Expressão gênica   Fisioterapia

Resumo

Introdução: Clinicamente, uma lesão nervosa periférica (LNP) não apresenta risco de vida ao indivíduo, porém pode gerar um impacto negativo na qualidade de vida nos casos onde não há uma completa regeneração que resulta em distúrbios motores ou sensoriais. A literatura evidencia a busca constante por terapêuticas eficazes na modulação positiva do reparo neuromuscular pós LNP. Neste contexto, a fotobiomodulação tem demonstrado efeitos positivos no tratamento de LNP, contudo os estudos se restringem a utilização especialmente do laser em baixa intensidade (LBI) sendo este aplicado somente no local da lesão nervosa. Objetivo: Analisar os efeitos do LBI aplicado no local da lesão nervosa (LBIn) e/ou no músculo afetado por esta lesão (LBImm) sobre os aspectos morfológicos e a expressão gênica de miostatina e calcineurina no tecido muscular de ratos Wistar pós esmagamento do nervo isquiático. Metodologia: Serão utilizados 85 ratos Wistar (200-250g), sendo divididos aleatoriamente em 5 grupos: Controle, Lesão, Lesão+LBIn, Lesão+LBImm e Lesão+LBIn+LBImm (n=20/ grupo) analisados após 1, 2, 3 e 4 semanas. O procedimento de lesão do nervo isquiático esquerdo realizado pela técnica de esmagamento, utilizando uma pinça hemostática lisa com trava (6.3MPa) através de uma compressão de 30s. O tratamento com laser será iniciado após 2h com LBI (780nm, 0.04cm2, 1W/cm2, 3.2J) na área de lesão nervosa (20J/cm², 0.8J por ponto em 4 pontos), e/ou no músculo tibial anterior (10J/cm², 0.4J por ponto em 8 pontos). Ao término dos períodos experimentais, os músculos TA serão removidos cuidadosamente e serão pesados para determinação do grau de atrofia e da relação de massa muscular. Este tecido será também submetido a análise histológica dos aspectos morfológicos (diâmetro das fibras musculares, área de secção transversa, localização do núcleo e número total de vasos) utilizando coloração com hematoxilina & eosina (HE). Para a análise da expressão gênica o RNA total das amostras musculares será obtido utilizando reagente TRIzol®, o cDNA será sintetizado utilizando "kit High Capacity®" e será realizado qPCR com primers específicos de calcineurina e miostatina além de GAPDH que se refere ao gene constitutivo. Os dados serão submetidos a análise estatística adequada.