Busca avançada
Ano de início
Entree

Estação Ferroviária de Pederneiras: análise da reconversão funcional a partir da avaliação pós-ocupação

Processo: 16/00380-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Samir Hernandes Tenório Gomes
Beneficiário:Guilherme da Silva Possani
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia da arquitetura   Patrimônio ferroviário   Edifícios industriais   Designação   Avaliação pós-ocupação   Análise funcional

Resumo

Este projeto tem como objetivo principal avaliar a reconversão funcional de um edifício ferroviário no contexto paulista, a fim de detectar as alterações espaciais e funcionais ocorridas após a sua ocupação, analisando o grau de satisfação dos usuários e fatores de compatibilidade/incompatibilidade no espaço em uso. A proposta da avaliação tem como foco a Estação Ferroviária de Pederneiras e está inserida nos procedimentos e métodos da Avaliação Pós-Ocupação (APO). Avaliando o processo de reconversão funcional, pretende-se contribuir para a compreensão da condição de adaptabilidade deste edifício ferroviário paulista, conhecendo a capacidade de resposta deste ambiente construído frente às solicitações decorrentes das atividades implementadas. A proposta está vinculada à três projetos maiores financiadas pela FAPESP, sendo: "Memória Ferroviária (1869-1971): inventário de patrimônio industrial ferroviário paulista", Processo FAPESP Nº 12/11259-2, "Diretrizes Projetuais a partir da Avaliação Pós-Ocupação: o caso dos acervos dos Museus Ferroviários Paulistas" Processo FAPESP Nº 2014/07634-8 e o projeto temático "Memória Ferroviária - Perspectivas Interdisciplinares de Registro e Ativação de Patrimônio Industrial" Processo FAPESP Nº 2015/13792-8.