Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência climática e suas correlações na morbidade respiratória em crianças na Cidade de São Paulo

Processo: 16/06963-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 01 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Emerson Galvani
Beneficiário:Sara Lopes de Moraes
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/22312-2 - Análise estatística e espacial nos estudos de clima e saúde: aprofundamento teórico-metodológico a partir da experiência da Universidade de Coimbra, BE.EP.MS
Assunto(s):Geografia da saúde   Climatologia   Conforto térmico   Doenças respiratórias   Análise espacial

Resumo

A variabilidade climática pode influenciar na organização das cidades e na qualidade de vida de seus habitantes, uma vez que o clima urbano das cidades potencializou as alterações térmicas, pluviométricas, bem como a qualidade do ar. Sendo assim, o objetivo principal deste projeto é compreender como a dinâmica climática e os tipos de tempo estão associados às internações hospitalares por doenças respiratórias em crianças com até 10 anos de idade nas áreas Norte/Centro e Sul/Sudeste da cidade de São Paulo em um período de 2003 a 2013. A partir da obtenção de dados climáticos (temperatura do ar, umidade relativa, precipitação, velocidade do vento e radiação solar) por meio das estações meteorológicas e dos dados de saúde (registros de internações diárias) será realizada a escolha de anos-padrão que auxiliará na compreensão da variabilidade climática e da análise rítmica dos sistemas atmosféricos. Por conseguinte, esta pesquisa contará com duas etapas de tratamento e análise dos resultados, sendo a primeira etapa a correlação entre os atributos climáticos, os índices de conforto térmico (Índice de Temperatura Resultante - TR e pelo Índice de Temperatura Efetiva com vento - TEV) com os dados de internações e a segunda será a realização da análise espacial dessas variáveis. A correlação entre os dados de saúde com os dados climáticos e de conforto térmico ocorrerá por meio de cálculos estatísticos, tais como, a correlação linear de Pearson, índice de determinação e regressão múltipla. Já a etapa da análise espacial verificará a distribuição da incidência das doenças juntamente com os atributos do clima, conforto térmico, e dos indicadores socioeconômicos e socioambientais. Portanto, esta pesquisa busca encontrar resultados que represente a realidade entre a relação do clima e das doenças respiratórias em crianças e também procura colaborar para a criação e execução de políticas públicas que possam reduzir vulnerabilidade da população. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SARA LOPES DE MORAES; RICARDO ALMENDRA; PAULA SANTANA; EMERSON GALVANI. Variáveis meteorológicas e poluição do ar e sua associação com internações respiratórias em crianças: estudo de caso em São Paulo, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 35, n. 7, p. -, 2019.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MORAES, Sara Lopes de. Internações de crianças por doenças respiratórias em São Paulo e suas relações com as condições climáticas e o contexto socioeconômico. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.