Busca avançada
Ano de início
Entree

Policiamento e imaginários urbanos: novos formatos de segurança em cidades ao sul

Processo: 16/17686-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Convênio/Acordo: Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)
Pesquisador responsável:Susana Soares Branco Durão
Beneficiário:David Rodrigues Menezes
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/19989-5 - Policiamentos e imaginários urbanos: novos formatos de segurança em cidades do sul, AP.R
Assunto(s):Imaginário   Etnografia   Segurança pública   Polícia

Resumo

Este projeto pretende desenvolver uma etnografia comparativa centrada nos novos formatos de segurança emergentes em contextos urbanos contemporâneos, tanto em regiões da Europa do Sul como no chamado Sul Global. O foco centra-se em novas abordagens do policiamento que vêm surgindo nas margens isto é, em áreas cinzentas situadas algures entre o militar e o civil, o legal e o ilegal, o formal e o informal, o visível e o invisível, entre a violência e a paz. Policiamento é aqui entendido como uma atividade regular, cotidiana, que implica planejamento, rotina, e múltiplas interações com a população, impactando assim no seu estilo de vida e a sua moral. Mas é também compreendido como um meio de criar e recriar relações sociais e assim permitir comparações entre diferentes formatos resultantes de diversos arranjos culturais. Uma série de exemplos de policiamento será devidamente estudada, indo de agências e consultoria privada de informações de segurança até grupos de vigilância ativistas (tanto anônimos e informais quanto associações de bairro de vigilantes), passando por projetos de policiamento comunitário e ainda esquemas de segurança em condomínios fechados. Contrariando a tendência de se olhar estes diversos projetos de segurança como meras consequências da dissipação da tradicional autoridade do Estado sob o Neoliberalismo (cf. Comaroff & Comaroff, 2014) e do desejo das classes altas em se isolarem do restante da sociedade (cf. Caldeira, 1999, 2001), este projeto considera as atividades de policiamento como modelos flexíveis de organização e transformação social, capazes de produzir novas formas de sociabilidade, novas moralidades (cf. Fassin, 2009, 2013) e novas agendas políticas. As diversas atividades de policiamento abordadas neste projeto estão agrupadas em dois clusters empíricos distintos: o primeiro foca-se no que aqui conceptualizamos como "policiamento sombra", e o segundo dedica-se ao "policiamento de proximidade". Em cada cluster o objetivo consiste em reunir perspectivas tanto do lado da oferta (de policiamento) como da procura (de policiamento), evitando deste modo limitações conhecidas que geralmente levam a etnografias unilaterais. Ao longo deste projeto, policiamento será primeiramente entendido como qualquer atividade (seja ela pública ou privada, legal ou ilegal, formal ou informal) relacionada com serviços de segurança, dentro de contextos urbanos e políticos. Apesar de essencialmente etnográfico, este projeto não deixa de ser interdisciplinar, juntando pesquisadores e um consultor acadêmico oriundos das áreas da antropologia, da sociologia, da lei, dos estudos internacionais e criminais. Com este enquadramento, o projeto visa produzir resultados comparativos e teóricos relevantes, levando assim os membros da equipa a participar em encontros internacionais que versem sobre estudos de policiamento e estudos regionais, na América Latina, na Europa do Sul e em África. Uma mais-valia deste projeto reside na sua capacidade em criar estágios aplicados e em fomentar debates públicos sobre questões de segurança. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)