Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um IDE para métodos de ressonância magnética

Processo: 16/17843-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Alberto Tannús
Beneficiário:Lucas de Carvalho Rodrigues da Silva
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Linguagem de programação   Plataforma (computação)   Desenvolvimento de software   Ressonância magnética   Relaxometria   Espectrômetros   Espectroscopia de ressonância magnética nuclear

Resumo

Para auxiliar no desenvolvimento de novos métodos de Ressonância Magnética foram desenvolvidos um framework genérico (Python Magnetic Ressonance - PyMR) e um ambiente de desenvolvimento integrado com suporte ao PyMR denominado ToRM IDE. Neste projeto de pesquisa será trabalhada a ampliação do PyMR, a qual tem por objetivo obter um meio de configuração e gerenciamento de um sistema de Ressonância Magnética e a adaptação do ToRM IDE, ambiente de desenvolvimento integrado de métodos de Ressonância Magnética, desenvolvido para trabalhar em conjunto com o PyMR. O principal objetivo é o de unificar em uma só aplicação de software, em forma de plug-ins para o IDE Eclipse, todo o necessário para este desenvolvimento. Em conjunto, a ampliação do PyMR se dá na implementação das classes planejadas e também de pequenos pacotes de software auxiliares para edição de objetos de forma genérica. A mudança para o Eclipse será feita com o objetivo de facilitar a instalação do ambiente de desenvolvimento, pois o mesmo possui uma base estável e todas as funcionalidades básicas de um ambiente de desenvolvimento integrado, além de uma alta taxa de aceitação pela comunidade. Pretende-se dessa forma, ao uni-lo com as funcionalidades do ToRM IDE em forma de plug-ins trazer uma robustez nunca antes encontrada em um sistema de Ressonância Magnética, seja ele um simples Relaxômetro ou um complexo scanner de Imagens por Ressonância Magnética (IRM). Resultados preliminares já mostram sua capacidade de gerenciar vários métodos de Ressonância Magnética gerados como as suítes iniciais para sistemas de Relaxometria, Espectrômetros Analíticos e scanners de IRM, além de sua integrabilidade com o PyMR.