Busca avançada
Ano de início
Entree

O nanomaterial como uma ferramenta em potencial para o tratamento dos transtornos de ansiedade: Um estudo pré-clínico com um nanomaterial a base de carbono que modula a neurogênese e a sinapse no hippocampus

Processo: 16/18218-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Norberto Cysne Coimbra
Beneficiário:Audrey Franceschi Biagioni
Supervisor no Exterior: Laura Ballerini
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: Scuola Internazionale Superiore di Studi Avanzati (SISSA), Itália  
Vinculado à bolsa:14/10742-7 - A parestesia como um novo parâmetro de estudo para a síndrome do pânico: da pesquisa básica à clínica, BP.PD
Assunto(s):Transtornos de ansiedade   Sinapses

Resumo

A apoptose neuronal pode estar implicada na fisiopatologia dos distúrbios de ansiedade, tais como distúrbio de pânico com agorafobia e perturbação de stress pós-traumático. Em modelos animais do transtorno de ansiedade, o stress crônico induz a supressão da proliferação de células neuronais no hipocampo. Por outro lado, a atrofia induzida pelo estresse e a perda de neurônios do hipocampo são superados pela neurogênese. Portanto, o aumento da proliferação de células do hipocampo do cérebro adulto pode alvejar novas estratégias terapêuticas para os distúrbios de ansiedade. A interface entre neurônios e nanomateriais, à base em carbono, pode aumentar a atividade neuronal e o crescimento de neurites em culturas de neurônios do hipocampo. O objetivo do presente estudo é avaliar os efeitos da neurogênese no adulto hipocampo induzida pela implantação do dispositivo à base de carbono no hipocampo em um modelo animal de transtorno de ansiedade. Para isso, será investigado o impacto dos dispositivos de nanotubos de carbono, implantados no hipocampo, na proliferação da glia e nas propriedades eletrofisiológicas das redes neurais de ratos adultos. Em grupos independentemente de animais será analisado o possível efeito neuro-inflamatório causados pela administração estereotáxica de nanotubos de carbono no giro dentado do hipocampo. A fim de testar o efeito das interfaces entre os neurônios e os nanotubos de carbono no comportamento defensivo induzido pelo estresse crônico, os ratos serão submetidos ao teste de medo condicionado contextual. Finalmente, será avaliado o efeito neurogênese induzida pelos nanotubos de carbono na atrofia induzida por estresse em neurônios do hipocampo de ratos adultos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BIAGIONI, AUDREY FRANCESCHI; CELLOT, GIADA; PATI, ELISA; LOZANO, NEUS; BALLESTEROS, BELEN; CASANI, RAFFAELE; COIMBRA, NORBERTO CYSNE; KOSTARELOS, KOSTAS; BALLERINI, LAURA. Graphene oxide prevents lateral amygdala dysfunctional synaptic plasticity and reverts long lasting anxiety behavior in rats. Biomaterials, v. 271, APR 2021. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.