Busca avançada
Ano de início
Entree

Gênero, ciência e saúde na Campanha de Erradicação da Varíola (Brasil, 1960-1980)

Processo: 16/19402-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Heloísa André Pontes
Beneficiário:Jonatan Jackson Sacramento
Supervisor no Exterior: Ilana Zelmanowicz
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Centre de Recherche Médecine, Sciences, Santé, Santé Mentale, Société (Cermes3), França  
Vinculado à bolsa:15/21537-8 - Saberes, poderes e corporalidades na campanha de erradicação da varíola - Brasil, 1960-1980, BP.MS
Assunto(s):Saúde global   Antropologia médica   Produção de conhecimento

Resumo

O objetivo da pesquisa é pensar a Campanha da Erradicação da Varíola a partir da compreensão da tríade saberes, poderes e corporalidades, buscando entender como tais dimensões foram administradas pelo Estado, principalmente, no caso desse projeto, a institucionalização de saberes biomédicos a respeito da epidemiologia da varíola. Para isso, pretendo me debruçar sobre os materiais institucionais produzidos pela Campanha, além de entrevistas/depoimentos com enfermeiras e médicos participantes de modo a compreender como a experiência da varíola foi vista, relatada e significada. Em outra direção, procura-se compreender como a variável gênero informa tais experiências, na relação entre os diversos atores desse processo e, principalmente, como gênero estrutura as relações de produção do conhecimento sobre a varíola no âmbito das políticas de erradicação. Assim, além da análise dos materiais, o recurso à revisão bibliográfica sobre a relação entre gênero, ciência e saúde, possibilitará iluminar as questões norteadoras da pesquisa, assim como a construção das respostas a essas indagações.