Busca avançada
Ano de início
Entree

Resíduos agroindustriais em compósitos de fibrocimento para a construção civil: uso de adições minerais para melhoria da interface fibra-matriz

Processo: 16/14331-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Construção Civil
Convênio/Acordo: ANR
Pesquisador responsável:Holmer Savastano Junior
Beneficiário:Loic Barbara Rodier
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/51467-3 - Agroindustrial wastes and their potential use as appropriate materials for housing and infraestructure (Agrowaste), AP.TEM
Assunto(s):Fibras vegetais

Resumo

O uso de subprodutos da agroindústria pode tornar-se um fator importante e significativo para o desenvolvimento do setor da construção civil do Brasil. O presente trabalho propõe o estudo de um compósito cimentício reforçado com macro fibras de sisal cortadas para produção de elementos construtivos. O objetivo principal do estudo de pós-doutorado é a otimização da interface fibra-matriz por meio do uso de adições minerais (cinzas de bagaço de cana-de-açúcar e/ou de folhas de milho) com a matriz cimentícia. Na primeira etapa, a atividade pozolânica das adições minerais será avaliada para a elaboração de uma matriz cimentícia sem hidróxido de cálcio para aumentar a resistência mecânica da matriz e contribuir com a durabilidade das fibras vegetais no compósito. Os compósitos serão elaborados pelo processo de sucção e prensagem e depois curado em atmosfera saturada de CO2. Os compósitos serão submetidos aos testes físicos e mecânicos para avaliar a resistência a tração na flexão antes e após a exposição a ciclos de envelhecimento acelerado. As características microestruturais, distribuição de poros e densificação da zona de transição fibra-matriz serão avaliadas por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV), nanoindentação e tomografia de raios X. Os resultados obtidos com a melhor adesividade fibra-matriz permitirão a elaboração de um novo material não convencional e tecnicamente mais eficiente e mais sustentável para uso na construção civil, especialmente na produção de elementos pré-fabricados. (AU)