Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação do padrão de maturação do pedúnculo de caju

Processo: 16/13198-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Botânica Aplicada
Pesquisador responsável:Magda Andréia Tessmer
Beneficiário:Beatriz Freire de Andrade
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Caju   Climatério   Respiração vegetal   Maturação vegetal

Resumo

O cultivo do cajueiro com a finalidade de consumo do pedúnculo in natura vem se destacando nas regiões tradicionalmente produtoras e comercializadoras da castanha, e recentemente no estado de São Paulo. O caju é classificado como não-climatérico e estudos preliminares na pós-colheita evidenciam picos de produção de etileno e mudanças nos atributos fisiológicos após a colheita, gerando dúvidas quanto ao seu padrão de maturação. O objetivo deste projeto é verificar o padrão de maturação do pedúnculo de cajueiro anão precoce clone CCP 76 através da resposta à aplicação de reguladores do amadurecimento etileno e 1-metilciclopropeno. Serão utilizados dois estádios de maturação do pedúnculo de caju com os seguintes tratamentos com etileno: T1: controle; T2: 500 µL L-1 de etileno/12 horas; T3: 1000 µL L-1 de etileno/12 horas e 1-MCP: T1: controle; T2: 500 nL L-1 de 1-MCP/12 horas; T3: 1000 nL L-1 de 1-MCP/12 horas). Os pedúnculos serão mantidos a 23 °C durante os tratamentos e até a completa senescência. Serão realizadas análises quantitativas de atividade respiratória, produção de etileno, coloração da epiderme, firmeza de polpa, acidez titulável, sólidos solúveis, vitamina C e taninos solúveis (proantocianidinas). Espera-se que os resultados gerados neste estudo possam indicar o estádio ideal para colheita, através da determinação do padrão de maturação, e gerar futuros tratamentos pós-colheita e refrigeração que reduzam a alta perecibilidade do pedúnculo do caju. (AU)