Busca avançada
Ano de início
Entree

Gastrosquise fetal: análise dos movimentos fetais no terceiro trimestre da gestação

Processo: 16/06289-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Maria de Lourdes Brizot
Beneficiário:Leila Tiemi Okajima
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Obstetrícia   Gastrosquise

Resumo

Introdução: A gastrosquise é um defeito de fechamento da parede abdominal que, apesar do excelente prognóstico pós cirúrgico, cursa com incidência de óbito intra-útero maior do que outras malformações fetais. Portanto, a vigilância do bem estar fetal é realizada semanalmente nestas gestações a partir de 32 semanas de gestação. Não existem estudos na literatura avaliando o padrão dos movimentos fetais em fetos com gastrosquise.Objetivos: O presente estudo tem por objetivos: comparar o padrão dos MF nos fetos com gastrosquise e fetos normais no terceiro trimestre da gestação; nos fetos com gastrosquise comparar o padrão dos MF com os achados ultrassonográficos como: dilatação de alça intestinal extra-abdominal, dilatação de alça intestinal intra-abdominal, localização do estômago extra- ou intra- abdominal, presença de mecônio no líquido amniótico na ocasião do parto, presença de gastrosquise complexa no nascimento. Métodos: Este será um estudo do tipo coorte prospectivo e longitudinal que envolverá 51 gestantes com fetos portadores de gastrosquise e 51 gestantes com fetos normais. As gestantes serão incluídas no estudo a partir da 28a semana de gestação obedecendo aos critérios de inclusão. O registro dos movimentos fetais será realizado diariamente usando o método de tempo para contar 10 MF. A duração planejada do estudo é de 30 meses.