Busca avançada
Ano de início
Entree

Transcriptômica em placentas de pacientes portadoras de doença falciforme

Processo: 15/08330-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Mônica Barbosa de Melo
Beneficiário:Letícia de Carvalho Baptista
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/00984-3 - Doenças dos glóbulos vermelhos: fisiopatologia e novas abordagens terapêuticas, AP.TEM
Assunto(s):Placenta   Análise de sequência de RNA   Expressão gênica

Resumo

As doenças falciformes (DF) constituem um grupo de patologias genéticas que tem como característica comum a presença da hemoglobina (Hb) S, uma proteína mutante que sofre polimerização sob baixas tensões de oxigênio, gerando vaso-oclusão. A obstrução e a lesão do endotélio vascular e dos tecidos causam uma resposta inflamatória que, por sua vez, resulta em um estado inflamatório crônico nos pacientes com DF. A gravidez nesta patologia é acompanhada por uma incidência aumentada de episódios de dor, infecções, pielonefrite, complicações pulmonares, eventos tromboembólicos e pré-eclâmpsia. A circulação placentária materna é suscetível à vaso-oclusão, o que pode contribuir para as áreas de fibrose, necrose das vilosidades e infarto na placenta. No entanto, os mecanismos responsáveis pelo desencadeamento destas complicações e a fisiopatologia envolvida ainda são pouco explorados. Como hipótese é possível que haja desregulação na expressão de algumas vias como a inflamatória, a endotelial e a de estresse oxidativo, devido à polimerização da Hb S. Portanto, propomos um estudo prospectivo, do tipo caso-controle, com avaliação de 5 grupos: grupo 1 gestantes com DF e complicações (Hb SS, n=3), grupo 2 gestantes com DF sem complicações (Hb SS, n=3), grupo 3 gestantes com DF e complicações (Hb SC, n=3), grupo 4 gestantes com DF sem complicações (Hb SC, n=3) e grupo 5 gestantes sem DF (Hb AA n=3). O objetivo central da pesquisa será analisar a expressão gênica em larga escala através da técnica de RNA-Seq em placentas de mulheres portadoras de DF. Esta técnica poderá fornecer importantes dados para uma melhor compreensão de como a doença afeta a fisiologia da placenta e aumenta os riscos de complicações materna e fetal.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BAPTISTA, LETICIA C.; FIGUEIRA, CAMILLA O.; SOUZA, BRUNO B.; FERTRIN, KLEBER Y.; ANTOLINI, ARTHUR; COSTA, FERNANDO F.; DE MELO, MONICA B.; COSTA, MARIA LAURA. Highlight Article: Different morphological and gene expression profile in placentas of the same sickle cell anemia patient in pregnancies of opposite outcomes. Experimental Biology and Medicine, v. 244, n. 5, p. 395-403, APR 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.