Busca avançada
Ano de início
Entree

Transcriptômica em placentas de pacientes portadoras de doença falciforme

Processo: 15/08330-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Mônica Barbosa de Melo
Beneficiário:Letícia de Carvalho Baptista
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/00984-3 - Doenças dos glóbulos vermelhos: fisiopatologia e novas abordagens terapêuticas, AP.TEM
Assunto(s):Placenta   Análise de sequência de RNA   Expressão gênica

Resumo

As doenças falciformes (DF) constituem um grupo de patologias genéticas que tem como característica comum a presença da hemoglobina (Hb) S, uma proteína mutante que sofre polimerização sob baixas tensões de oxigênio, gerando vaso-oclusão. A obstrução e a lesão do endotélio vascular e dos tecidos causam uma resposta inflamatória que, por sua vez, resulta em um estado inflamatório crônico nos pacientes com DF. A gravidez nesta patologia é acompanhada por uma incidência aumentada de episódios de dor, infecções, pielonefrite, complicações pulmonares, eventos tromboembólicos e pré-eclâmpsia. A circulação placentária materna é suscetível à vaso-oclusão, o que pode contribuir para as áreas de fibrose, necrose das vilosidades e infarto na placenta. No entanto, os mecanismos responsáveis pelo desencadeamento destas complicações e a fisiopatologia envolvida ainda são pouco explorados. Como hipótese é possível que haja desregulação na expressão de algumas vias como a inflamatória, a endotelial e a de estresse oxidativo, devido à polimerização da Hb S. Portanto, propomos um estudo prospectivo, do tipo caso-controle, com avaliação de 5 grupos: grupo 1 gestantes com DF e complicações (Hb SS, n=3), grupo 2 gestantes com DF sem complicações (Hb SS, n=3), grupo 3 gestantes com DF e complicações (Hb SC, n=3), grupo 4 gestantes com DF sem complicações (Hb SC, n=3) e grupo 5 gestantes sem DF (Hb AA n=3). O objetivo central da pesquisa será analisar a expressão gênica em larga escala através da técnica de RNA-Seq em placentas de mulheres portadoras de DF. Esta técnica poderá fornecer importantes dados para uma melhor compreensão de como a doença afeta a fisiologia da placenta e aumenta os riscos de complicações materna e fetal.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BAPTISTA, LETICIA CARVALHO; COSTA, MARIA LAURA; SURITA, FERNANDA GARANHANI; ROCHA, CRISTIANE DE SOUZA; LOPES-CENDES, ISCIA; DE SOUZA, BRUNO BATISTA; COSTA, FERNANDO FERREIRA; DE MELO, MONICA BARBOSA. Placental transcriptome profile of women with sickle cell disease reveals differentially expressed genes involved in migration, trophoblast differentiation and inflammation. BLOOD CELLS MOLECULES AND DISEASES, v. 84, SEP 2020. Citações Web of Science: 0.
BAPTISTA, LETICIA C.; FIGUEIRA, CAMILLA O.; SOUZA, BRUNO B.; FERTRIN, KLEBER Y.; ANTOLINI, ARTHUR; COSTA, FERNANDO F.; DE MELO, MONICA B.; COSTA, MARIA LAURA. Highlight Article: Different morphological and gene expression profile in placentas of the same sickle cell anemia patient in pregnancies of opposite outcomes. Experimental Biology and Medicine, v. 244, n. 5, p. 395-403, APR 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.