Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência da estrutura da paisagem sobre a organização de sistemas de polinização e dispersão de sementes

Processo: 15/24802-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Jean Paul Walter Metzger
Beneficiário:Mariana Morais Vidal
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/23457-6 - Projeto interface: relações entre estrutura da paisagem, processos ecológicos, biodiversidade e serviços ecossistêmicos, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Polinização   Destruição de habitat   Dispersão de sementes

Resumo

A polinização e a dispersão de sementes são dois importantes processos ecológicos que podem colapsar devido à perda e à fragmentação de áreas de vegetação natural. Por serem mediados por organismos móveis, a polinização e a dispersão de sementes são influenciados pela estrutura da paisagem, dado que esses organismos movimentam-se não apenas nas manchas de habitat, mas também entre essas manchas. Neste sentido, investigaremos como a estrutura da paisagem é capaz de influenciar a organização dos sistemas de polinização e dispersão de sementes em paisagens fragmentadas originalmente dominadas pela floresta Atlântica. No caso da dispersão de sementes, nós nos concentraremos no estudo de sistemas naturais, típicos de florestas maduras. Avaliaremos como a perda e a fragmentação de habitat podem reorganizar as interações entre plantas e aves frugívoras. Já no caso da polinização, voltaremos nossa atenção para o serviço ecossistêmico de polinização prestado por abelhas em culturas de café, dadas a grande importância deste cultivo para a economia e a significativa contribuição das comunidades de abelhas para este processo. Usaremos dados empíricos acerca da comunidade de abelhas que atuam como potenciais polinizadoras de cafeeiros do sudeste do Brasil para avaliar o papel da paisagem em organizar essas interações. Utilizando uma abordagem que combina dados empíricos com ferramentas derivadas da ecologia de paisagens e da teoria de redes complexas, esperamos contribuir para um melhor entendimento das relações entre a estrutura da paisagem e processos ecológicos que constituem importantes serviços ecossistêmicos. Com os resultados deste trabalho, esperamos identificar características das paisagens capazes de promover o processo de dispersão de sementes e o serviço de polinização, contribuindo para a elaboração de estratégias de manejo de paisagens que aliem a produção agrícola com a manutenção da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARCANJO BRUNO, MORGANA MARIA; MASSI, KLECIA GILI; VIDAL, MARIANA MORAIS; HAY, JOHN DU VALL. Reproductive phenology of three Syagrus species (Arecaceae) in a tropical savanna in Brazil. FLORA, v. 252, p. 18-25, MAR 2019. Citações Web of Science: 0.
SFAIR, JULIA C.; WEISER, VERIDIANA DE L.; MARTINS, FERNANDO R.; VIDAL, MARIANA M.; GUIMARAES, JR., PAULO R. Species traits and abundance influence the organization of liana-tree antagonistic interaction. AUSTRAL ECOLOGY, v. 43, n. 2, p. 236-241, APR 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.