Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo prospectivo, controlado e cego de seguimento de longo prazo para pacientes submetidos a tratamento escleroterápico de veias reticulares e telangiectasias em membros inferiores com polidocanol 0,2% diluído em glicose 70% versus glicose 75% pura

Processo: 16/15004-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Matheus Bertanha
Beneficiário:Caio Paiva Pellizzer
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Procedimentos cirúrgicos vasculares   Escleroterapia   Fotografia documentária   Varizes   Hiperpigmentação   Fatores epidemiológicos   Estudos prospectivos

Resumo

A prevalência da doença venosa crônica é elevada e ocorre mais frequentemente em mulheres. De acordo com a definição da classificação clínica, etiológica, anatômica e fisiopatológica (CEAP), as veias reticulares e as telangiectasias estão incluídas na classe C1 e estão associadas principalmente com queixas estéticas. Várias técnicas têm sido utilizadas para o seu tratamento, incluindo a miniflebectomia, ablação a laser e ablação por radiofrequência. Vários agentes esclerosantes podem ser utilizados como alternativa menos invasiva, mas não existe consenso sobre a manutenção do resultado clínico em longo prazo e a ocorrência de eventuais manchas de hiperpigmentação. Casuística e Métodos: Este projeto pretende convocar 192 pacientes submetidos ao tratamento escleroterápico de veias reticulares e telangiectasiasno estudo chamado de "Estudo clínico randomizado e duplo cego comparando dois métodos de escleroterapia para veias reticulares e telangiectasias em membros inferiores" As pacientes serão convidadas a assinar novamente o termo de consentimento livre e esclarecido, em seguida serão coletados dados epidemiológicos e clínicos referentes ao tempo de seguimento, além de se realizar o registro fotográfico da região previamente tratada (lateral da coxa e perna). Essas novas fotografias (com 3 anos de seguimento) serão comparadas com as pré tratamento e pós tratamento com 60 dias. De forma objetiva, serão analisados os seguintes parâmetros: reaparecimento das veias tratadas e comportamento das eventuais manchas de hiperpigmentação (2 avaliadores cegos e independentes). Análises estatísticas serão realizadas com a finalidade de se comprovar os resultados a longo prazo.