Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da ausência da melatonina maternal durante a gestação e lactação sobre o sistema neuroimune da prole

Processo: 16/18941-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:José Cipolla Neto
Beneficiário:Lívia Clemente Motta Teixeira
Supervisor no Exterior: Paul J Lucassen
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Amsterdam (UvA), Holanda  
Vinculado à bolsa:14/22313-3 - Influência da ausência da melatonina maternal durante a gestação e lactação sobre a neurogênese e sobre o desenvolvimento somático e sensório-motor da prole, BP.DR
Assunto(s):Neurofisiologia   Citocinas   Corticosterona   Melatonina   Neurogênese

Resumo

A glândula pineal é responsável pela sincronização dos ritmos biológicos ao ciclo ambiental através da síntese circadiana e noturna de melatonina. Durante a gravidez, o feto, cuja glândula pineal não sintetiza melatonina, é exposto ao ritmo de melatonina materna, e assim, indiretamente, a informação do ciclo claro-escuro. O ritmo da melatonina maternal é um importante sinal para a geração e / ou sincronização dos ritmos circadianos do feto. A exposição da luz constante durante a noite leva a supressão/diminuição de melatonina plasmática. Gestantes que trabalham de turno estão expostas a ruptura do ciclo claro-escuro e consequente diminuição da síntese de melatonina, repercutindo na sincronização do feto e trazendo consequências negativas para sua saúde e de sua progênie (i.e. alterações no metabolismo energético).Nossos resultados sugerem que ausência de melatonina materna durante a gravidez ou lactação modifica o desenvolvimento somático e neurológico da prole, evidenciando uma vulnerabilidade do sistema nervoso em desenvolvimento a ausência de melatonina e levando a alterações cognitivas e emocionais na vida adulta. A restauração do ritmo de melatonina materno elimina esses efeitos. O próximo passo será elucidar por quais mecanismos esse processo ocorre. A melatonina é uma molécula multifacetada que atua como modulador endócrino, imunomodulador e antioxidante. Sua ausência pode ter efeitos de longo prazo na prole. Entretanto, ainda é desconhecido o efeito da hipomelatonina materna durante a gestação e lactação no desenvolvimento do sistema neuroimune e na neurogênese adulta. Nosso objetivo é avaliar se a diminuição/ausência de melatonina materna pode levar a alterações em vias do sistema neuroimune que tem papel em moldar o neurodesenvolvimento, subsequentemente alterando sua função e comportamento. Nosso foco será particularmente na neurogênese adulta, glicocorticóides e na atividade das células neuroimunes no hipocampo.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KUMAR, AMRITA JHA; MOTTA-TEIXEIRA, LIVIA CLEMENTE; TAKADA, SILVIA HONDA; YONAMINE-LEE, VITOR; MACHADO-NILS, ALINE VILAR; XAVIER, GILBERTO FERNANDO; NOGUEIRA, MARIA INES. Behavioral, cognitive and histological changes following neonatal anoxia: Male and female rats' differences at adolescent age. INTERNATIONAL JOURNAL OF DEVELOPMENTAL NEUROSCIENCE, v. 73, p. 50-58, APR 2019. Citações Web of Science: 0.
MOTTA-TEIXEIRA, LIVIA CLEMENTE; MACHADO-NILS, ALINE VILAR; BATTAGELLO, DANIELLA SABINO; DINIZ, GIOVANNE BARONI; ANDRADE-SILVA, JESSICA; SILVA JR, SINESIO; MATOS, RAPHAEL AFONSO; DO AMARAL, FERNANDA GASPAR; XAVIER, GILBERTO FERNANDO; BITTENCOURT, JACKSON CIONI; REITER, RUSSEL J.; LUCASSEN, PAUL JOHN; KOROSI, ANIKO; CIPOLLA-NETO, JOSE. The absence of maternal pineal melatonin rhythm during pregnancy and lactation impairs offspring physical growth, neurodevelopment, and behavior. Hormones and Behavior, v. 105, p. 146-156, SEP 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.