Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da estrutura eletrônica de férmions pesados e sistemas de elétrons 2D através de espectroscopia de fotoemissão resolvida em ângulo

Processo: 16/20396-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 31 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Cris Adriano
Beneficiário:Kevin Raduenz Pakuszewski
Supervisor no Exterior: Andrés Felipe Santander-Syro
Instituição-sede: Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Paris-Sud (Paris 11), França  
Vinculado à bolsa:15/18544-2 - Investigação da estrutura eletrônica de férmions pesados através de espectroscopia de fotoemissão resolvida em ângulo, BP.MS
Assunto(s):Férmions pesados   Espectroscopia   Gás de elétrons bidimensional

Resumo

Neste projeto iremos estudar e caracterizar a estrutura eletrônica e superfície de Fermi de compostos férmions pesados a base de urânio e cério e compostos de oxido de metais de transição com comportamento de gás de elétrons 2D (2DEG). Todos os compostos serão medidos pela técnica de Espectroscopia de Fotoemissão Resolvida em Ângulo (ARPES) prioritariamente no síncrotron de Soleil na França. ARPES é uma sofisticada técnica de espectroscopia que nos permite obter diretamente a dependência angular da estrutura de banda dos sólidos em função de parâmetros como dopagem ou temperatura. Neste projeto iremos estudar especificamente os compostos férmions pesados de URu2Si2 e a família do Ce2MIn8 (M = Rh, Ir) bem como amostras dopadas. O primeiro composto é extremamente interessante do ponto de vista da matéria condensada, devido a variedade de estados fundamentais que ele apresenta em baixa temperatura, o que inclui supercondutividade não convencional e o exótico estado de ordem escondida (HO, do inglês "Hidden Order"). Já a família do Ce2MIn8, por outro lado, é conhecida por apresentar uma grande variedade de estados fundamentais em baixa temperatura para diferentes elementos em M. Alguns desses estados são supercondutividade não convencional, fase vidro de spin e comportamento não líquido de Fermi que surgem na proximidade de um ponto crítico quântico e que podem ser levados de um estado a outro por meio de parâmetros como dopagem, pressão aplicada ou campo magnético. Alem dos compostos de férmions pesados, iremos estudar também sistemas de elétrons 2D (2DES), onde um elétron é livre para mover-se em duas dimensões, mas fortemente confinado na terceira. Os compostos a serem estudados são formados por óxidos de metais de transição que apresentam o comportamento de gás de elétrons 2D. A interface oxidada desses compostos é conhecida pelo surgimento de exóticas fases bidimensionais dos elétrons, como transição metal-isolante, supercondutividade e magnetorresistência gigante negativa que surgem na interface de heteroestruturas formadas por esses compostos. (AU)