Busca avançada
Ano de início
Entree

Marcas de certificação e sustentabilidade: proposições para o março normativo brasileiro

Processo: 16/00402-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 05 de setembro de 2016
Vigência (Término): 04 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Direito - Direitos Especiais
Pesquisador responsável:Flavia Trentini
Beneficiário:Flavia Trentini
Anfitrião: Mariagrazia Alabrese
Instituição-sede: Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Scuola Superiore Sant'Anna, Itália  
Assunto(s):Direito agrário   Biodiesel   Sustentabilidade   Biocombustíveis   Etanol

Resumo

A União Europeia tem demonstrado um poder normativo importante nas questões de sustentabilidade no mundo. O caso das bioenergias demonstra com clareza essa liderança e seus efeitos de transbordamentos. O presente estudo pretende analisar através da ótica do direto comparado quais foram as transformações necessárias no marco regulatório de alguns países membros da União Europeia para inserir as metas propostas pela Comissão Europeia e pelos processos de harmonização dos critérios de sustentabilidade em andamento. Serão escolhidos 2 países o primeiro a Itália que tem a mesma base romano germânica do direto brasileiro e fonte do direito agrário brasileiro e a Alemanha devido importante experiência local com o ISCC e sua liderança nessas questões. Essa análise será a base para o desenvolvimento do objetivo central da pesquisa que visa a proposição de alterações no marco regulatório brasileiro, para uma melhor adequação na implementação de processos certificatórios de maior complexidade, como o caso dos biocombustíveis. (AU)