Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do TUDCA sobre a progressão da meiose, a concentração de espécies reativas de oxigênio e a expressão gênica na maturação in vitro de complexos cumulus-oócito bovinos

Processo: 16/16951-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Marcelo Fábio Gouveia Nogueira
Beneficiário:Aline Gonçalves Sawa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50533-2 - GIFT: melhoramento genômico de características relacionadas com a fertilização em gado bovino dinamarquês e brasileiro, AP.TEM
Assunto(s):Estresse do retículo endoplasmático   Espécies de oxigênio reativas   Expressão gênica   Bos taurus indicus   Técnicas de maturação in vitro de oócitos

Resumo

A produção in vitro (PIV) de embriões destaca-se como uma relevante ferramenta biotecnológica em programas de reprodução e melhoramento genético do rebanho, sustentando uma enorme cadeia produtiva de grande importância econômica nacional e internacional. Porém, esta técnica ainda possui uma etapa restritiva para sua otimização; a maturação in vitro (MIV). A MIV possui baixa eficácia quando comparada com a maturação in vivo, devido à retomada espontânea da meiose e ao estresse do retículo endoplasmático (RE), iniciado, por exemplo, pela produção de espécies reativas de oxigênio (EROs). Sendo assim, fármacos inibidores do estresse do RE, como o salubrinal e o ácido tauroursodesoxicólico (TUDCA), estão sendo testados com a intenção de melhorar a qualidade e/ou viabilidade do oócito durante a MIV. Este projeto de pesquisa tem como objetivo testar diferentes concentrações de TUDCA, que sejam potencialmente benéficas para a MIV de oócitos bovinos, a fim de maximizar esse processo. Para tal, complexos cumulus-oócito (CCOs) serão maturados em meio MIV (grupo controle) e acrescidos de diferentes concentrações de TUDCA (20, 50 e 75 ¼M) e 200 nM de salubrinal (fármaco de referência). Durante a MIV, os seguintes parâmetros serão avaliados: progressão da meiose, concentração de EROs e análise da expressão gênica por arranjo dinâmico microfluídico (79 biomarcadores oocitários e de células do cumulus).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)