Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da contaminação e das formas de limpeza na resistência de união do cimento de ionômero de vidro modificado por resina no tecido dentinário

Processo: 16/09117-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:André Luiz Fraga Briso
Beneficiário:Morganna Borges de Almeida Souza
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Resistência à tração   Contaminação   Cimentos de ionômeros de vidro

Resumo

O ionômero modificado por resina (CIVMR) tem sido muito utilizado em restaurações cervicais, entretanto o sucesso do procedimento restaurador relaciona-se essencialmente com a manutenção de um campo operatório limpo e livre de umidade. O objetivo deste estudo será avaliar o efeito da contaminação do tecido dentinário e dos métodos normalmente empregados na limpeza do substrato sobre a resistência de união obtida na interface CIVMR/dentina. Para tanto, serão selecionados 168 dentes bovinos, que receberão preparos cavitários padronizados de cavidades classe V, sendo posteriormente divididos em doze grupos (n=14), de acordo com o agente contaminante e a técnica de limpeza: GI: sem contaminação, sem limpeza do substrato; GII: sem contaminação e limpeza com spray ar/água; GIII: sem contaminação e limpeza com ácido poliacrílico 25%; GIV: contaminação por saliva, sem limpeza do substrato; GV: contaminação por saliva e limpeza com spray ar/água; GVI: contaminação por saliva e limpeza com ácido poliacrílico 25%; GVII: contaminação por sangue, sem limpeza; GVIII: contaminação por sangue e limpeza com spray ar/água; GIX: contaminação por sangue e limpeza com ácido poliacrílico 25%; GX: contaminação por agente hemostático, sem limpeza do substrato; GXI: contaminação por agente hemostático e limpeza com spray ar/água; e GXII: contaminação por agente hemostático e limpeza com ácido poliacrílico 25%. Todos os grupos serão restaurados com o material ionomérico encapsulado Riva Light Cure (SDI Limited, Victoria, Austrália), seguindo as recomendações do fabricante. Após sete dias de armazenagem em estufa, as coroas serão seccionadas perpendiculares à interface de união, utilizando disco diamantado montado em cortadeira metatlográfica, para obtenção de palitos de aproximadamente 1,0 x 1,0mm. Na sequência, uma nova divisão será realizada, onde metade dos palitos de cada grupo será submetida ao envelhecimento por termociclagem utilizando 10.000 ciclos. Posteriormente todos os palitos serão fixados ao dispositivo de microtração a uma velocidade de 0,5 mm/min. Por fim, os fragmentos serão analisados quanto ao padrão de fratura. Os dados de resistência de união por microtração serão submetidos aos testes estatísticos apropriados. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SOUZA, Morganna Borges de Almeida. Influência da contaminação e das formas de limpeza na resistência de união do cimento de ionômero de vidro modificado por resina no tecido dentinário. 2018. 83 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp) Faculdade de Odontologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.