Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento de grupos morfofuncionais de macroalgas de mediolitoral inferior da praia do Pernambuco (Guarujá, Estado de São Paulo)

Processo: 16/02543-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Natalia Pirani Ghilardi-Lopes
Beneficiário:Helena Rodrigues Fragoso
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia de comunidades   Costões rochosos   Mudança climática

Resumo

As mudanças climáticas globais (MCGs) vêm resultando em alterações profundas nas comunidades bentônicas. As comunidades bentônicas fixas a substrato rochoso apresentam diversas condicionantes ambientais Como consequência, sua estrutura difere consideravelmente e cada uma tem diferentes susceptibilidades, constituindo-se, portanto, em modelos contrastantes para avalição das consequências das MCGs. A ReBentos (FAPESP/CNPq) foi criada visando o monitoramento de longo prazo dos ecossistemas bentônicos, seguindo protocolos padronizados desenvolvidos pelos pesquisadores da rede. Neste projeto é proposta a instalação de uma estação de monitoramento no mediolitoral da praia de Pernambuco (Guarujá, SP), seguindo o protocolo da ReBentos. Com a limitação do tempo e das réplicas no espaço, o presente projeto constituir-se-á em um estudo de base, cuja pergunta principal estará relacionada a como os elementos amostrais permanentes se relaçionam com as variáveis abióticas no local. Será utilizado um desenho amostral com domínio no mediolitoral, onde serão posicionados aleatoriamente 5 elementos amostrais constituídos de fotografias digitais. A unidade operacional serão grupos morfofuncionais de macroalgas e os descritores primários serão o recobrimento percentual, avaliado usando a técnica de pontos aleatórios sobre as imagens, e a amplitude (em metros) da faixa de algas. Os dados serão expressos como a média dos valores e seus respectivos intervalos de confiança e analisados usando ANOVA de medidas repetidas, PCA, BEST, RELATE e DisLM