Busca avançada
Ano de início
Entree

Genômica de paisagens em gradientes latitudinais e ecologia de Anopheles Darlingi

Processo: 16/12923-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Eduardo Massad
Beneficiário:Leuda da Silva Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/26229-7 - Genômica de paisagens em gradientes latitudinais e ecologia de Anopheles darlingi, AP.TEM
Assunto(s):Clima   Assentamento rural   Malária

Resumo

O vetor primário da malária na Região Amazônica, Anopheles darlingi, tem capacidade de se adaptar rapidamente às mudanças micro geográficas resultantes de novas condições ambientais, tais como aquelas encontradas em regiões destinadas aos assentamentos agrícolas. Portanto, a presença desse mosquito representa importante ameaça à saúde humana na América Latina. A proposta apresentada examinará aspectos da biologia de Anopheles darlingi, que têm sido subestimados, com o objetivo de identificar os principais mecanismos responsáveis para o sucesso do vetor na transmissão do patógeno: plasticidade ou especialização genética.Nós iremos testar a Hipótese de Malária de Fronteira (HMF), em que a idade do assentamento prediz a incidência de casos de malária, separando explicitamente os efeitos da idade do assentamento e cobertura florestal. Para isso adotaremos um delineamento de base ecológica que compara variáveis ambientais em três níveis de cobertura florestal e dois tipos de habitat em assentamentos, novos e antigos, em duas regiões da Amazônia brasileira. A definição dos assentamentos como novos ou velhos será baseada em dados do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, o que inclui a fase de desenvolvimento do local no período da coleta.Medidas entomológicas, especialmente, a taxa de inoculação entomológica (TIE), serão comparadas entre 12 assentamentos. Paralelamente, será identificada a prevalência da espécie de vertebrado que serviu de fonte sanguínea mosquitos, infectados e não infectados, incluindo o homem. Para essa etapa, serão analisadas amostras dos vetores coletadas no ambiente peridomiciliar, com o auxílio de redes entomológicas que permitem a interceptação de mosquitos em voo. Nós antevemos que uma HMF modificada, devido à idade e cobertura florestal, irá fornecer forte preditivo para a invasão de Anopheles darlingi e outros vetores em vários tipos de paisagem fragmentada.Por fornecer dados originais sobre as características biológicas associadas à rápida resposta do mosquito An. darlingi à fragmentação da paisagem natural, nosso trabalho terá impacto significativo sobre os conhecimentos da malária fronteira na Amazônia e em outros cenários ambientais semelhantes. O trabalho proposto é conceitualmente inovador, pois, relaciona fragmentação de paisagem e aspectos biológicos com as localidades exatas que provavelmente se tornarão foco do aumento da transmissão. Nosso objetivo em longo prazo é prever onde e quando populações de An. darlingi irão se expandir e dispersar, resultando em novos focos de risco de malária. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.