Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle estrutural e gênese dos veios de quartzo auríferos da serra do cavalo magro, Sete Barras (SP), Faixa Ribeira meridional

Processo: 16/11584-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Frederico Meira Faleiros
Beneficiário:Isaac Siles Malta
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Geologia estrutural   Mapeamento geológico   Quartzo   Coleta de dados

Resumo

Este projeto tem como objetivo central investigar o controle estrutural e a gênese de veios de quartzo auríferos da Serra do Cavalo Magro, Sete Barras (SP), Faixa Ribeira Meridional. Os veios mineralizados estão encaixados em rochas metassedimentares calimianas do Grupo Votuverava e rochas ediacaranas do Granito Agudos Grandes ao longo de uma zona de cisalhamento dúctil. Serão desenvolvidos trabalhos de campo com mapeamento geológico e coleta de dados geológicos e estruturais, amostragem sistemática dos veios mineralizados e rochas encaixantes, análises petrográficas, microestruturais e estudo de inclusões fluidas. Os objetivos específicos são: (a) mapeamento geológico em escala de detalhe, (b) caracterizar a geometria dos veios mineralizados nas escalas macro e microscópica e suas relações com elementos estruturais regionais e locais; (c) determinar as composições, temperaturas e pressões de aprisionamento dos fluidos envolvidos na formação e deformação dos veios por meio do estudo de inclusões fluidas; (d) caracterizar as condições metamórficas das rochas encaixantes imediatas dos veios por meio de estudos petrográficos e microestruturais e usando geotermobarômetros aplicáveis. Pretende-se responder as seguintes questões: (a) quais as condições de pressão e temperatura de formação dos veios? (b) os veios estão geneticamente associados a estruturas maiores (dobras e zonas de cisalhamento regionais) ou à intrusão do Granito Agudos Grandes? (c) a mineralização aurífera foi formada durante a cristalização dos veios ou em episódio posterior de circulação de fluidos? Embora o alvo de estudo esteja dentro de uma área protegida por leis ambientais, o trabalho deverá contribuir com a elaboração de modelos descritivo e genético da mineralização, que poderão auxiliar na busca por depósitos semelhantes nas porções central e meridional da Faixa Ribeira. (AU)