Busca avançada
Ano de início
Entree

Importância das radiações nucleares nas datações arqueológicas e geológicas- aplicação à datação de sedimentos de dunas de Cabo Frio

Processo: 16/20384-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 10 de novembro de 2016
Vigência (Término): 16 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:Shigueo Watanabe
Beneficiário:Lucas Sátiro Do Carmo
Supervisor no Exterior: Regina Dewitt
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : East Carolina University (ECU), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/21707-0 - Importância das radiações nucleares nas datações arqueológicas e geológicas- aplicação à datação de sedimentos de dunas de Cabo Frio, BP.DR
Assunto(s):Sedimentos   Termoluminescência   Ressonância paramagnética eletrônica

Resumo

Desde as três últimas décadas do século XIX, as flutuações do nível do mar no Quaternário, tiveram um papel importante na evolução e formação das planícies costeiras do Brasil. No início, os estudos tinham um enfoque somente geomorfológico. De qualquer modo, até a década de 1960, havia poucos estudos sobre as flutuações do nível do mar no Quaternário. Após 1974, vários pesquisadores passaram a investigar essas flutuações, principalmente, dos últimos 7.000 anos mais concentradas ao longo da costa sudeste e sul. Basearam seus estudos nas evidências sedimentológicas (mapeamentos geológicos) e nas evidências biológicas. Além disso, foram também, consideradas as evidências ligadas aos sambaquis pré-históricos. As datações foram baseadas nas incrustações de vermitídios (gastrópodos) e tubos fósseis de Callichirus, nas estruturas sedimentares hidrodinâmicas e posições dos sambaquis em relação à atual linha costeira. Foram, ainda, usados métodos de radioatividade. Os geólogos, nesses estudos, dividiram as flutuações por períodos: antes e depois de 120.000 anos passados, Pleistoceno posterior e Holoceno. Para os últimos 7.000 anos, foi feito um número grande de datações por C-14, mas, para períodos anteriores, poucas datações foram possíveis, principalmente, as datações absolutas. No presente projeto, pretende-se investigar as dunas de Cabo Frio/ Arraial do Cabo, no estado de Rio de Janeiro. Elas são de grande extensão (mais de 15 km) e se localizam nas costas de Cabo Frio indo até Arraial do Cabo. As dunas em Cabo Frio são formadas de areias soltas sujeitas ao vento e são chamadas de ativas. Há uma formação chamada de Dama Branca, onde parece haver uma camada bastante antiga. Entre Cabo Frio e Arraial do Cabo, há morros de dunas de 2 a 5 metros de altura, com areias mais fixas devido a vegetação, sendo, assim, chamadas inativas. As técnicas utilizadas para realizar a datação serão as de TL, LOE e EPR.