Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise genética de uma nova rota de tolerância à salinidade transpiração-dependente em tomateiro

Processo: 16/17092-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Convênio/Acordo: Ministério Federal da Educação e Pesquisa da Alemanha
Pesquisador responsável:Lázaro Eustaquio Pereira Peres
Beneficiário:Maísa de Siqueira Pinto
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50220-2 - Enhancing salt tolerance in tomato crops for advancing sustainable agriculture and food production, AP.TEM
Assunto(s):NADPH oxidase   Desenvolvimento vegetal

Resumo

A salinidade do solo é uma questão importante para a produção mundial de alimentos, especialmente devido ao aumento das mudanças climáticas globais e às frequentes práticas de irrigação. Como efeito do estresse salino, as culturas exibem taxas de crescimento mais lento e problemas no desenvolvimento reprodutivo, afetando a produção final. O sistema de sinalização CBL-CIPK foi identificado como uma rede regulatória de sinalização vegetal que governa a tolerância ao estresse e o transporte de íons. Em um trabalho ainda não publicado, o grupo coordenado pelo Prof. Dr. Jörg Kudla da Westfälische Wilhelms-Universität Münster identificou o módulo Ca2+ sensor-kinaseCBL1/9-CIPK11 de Arabidopsis como essencial para a ativação da proteína RbohF. Essa proteína, é uma NADPH oxidase essencial para formação das estrias de Caspary em raízes e para o estabelecimento da tolerância à salinidade do solo. A cultivar modelo de tomateiro Micro-Tom (MT), a qual tem tamanho reduzido e ciclo de vida curto(Campos et al., 2010), tem sido utilizada com sucesso em estudos envolvendo a produção de plantas transgênicas para análises genéticas e fisiológicas. Esse projeto tem como objetivo detalhar geneticamente a contribuição dos componentes CBLs, CIPKs, eRbohF na tolerância à salinidade dependente da transpiração em tomateiro, através do desenvolvimento de linhagens transgênicas de perda de função e super-expressão dessas proteínas na cultivar modelo MT. A avaliação dessas linhagens transgênicas contribuirá para melhor entendermos a tolerância à salinidade dependente da transpiração em tomateiro. (AU)