Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto do processamento de grãos e do tamanho de partículas em silagens de milho planta inteira no desempenho de vacas leiteiras

Processo: 16/16702-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Luiz Gustavo Nussio
Beneficiário:Gustavo Gonçalves de Souza Salvati
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Silagem de milho   Fibras   Processamento de grãos, raízes e tubérculos   Alimentação animal   Digestibilidade   Bovinos leiteiros

Resumo

A silagem de milho de planta inteira é caracterizada como um alimento rico em energia, composto por uma fração vegetativa fibrosa e fração de grãos rica em amido. A forma física da fibra exerce grande impacto sobre o ambiente ruminal e consequentemente sobre o desempenho animal. A picagem fina de forragens está relacionada à menor intensidade de salivação, dificuldade de tamponamento do rúmen e queda no teor de gordura no leite. Ausência de tamanho de partícula da silagem também aumenta a incidência de distúrbios como: acidose ruminal, timpanismo, problemas de casco e deslocamento de abomaso. Por apresentarem baixa efetividade física, as dietas como tamanho de partícula pequeno requerem maior inclusão dietética de fibra longa, como fenos e pré-secados, aumentando o custo da dieta. Entretanto, na confecção do silo, partículas muito grandes podem reduzir a capacidade de transporte do material a ser ensilado, dificultam a compactação, resultando em perdas de qualidade da forragem e capacidade de armazenagem do silo. Além disso, o excessivo aumento no tamanho de partículas da forragem aumenta seleção de ingredientes da dieta pelos animais. A fração grãos contribui com aproximadamente 50% do valor de energia da planta do milho na forma de amido. O adequado processamento da fração grãos da silagem de milho afeta positivamente a digestibilidade do amido e a produção de leite. Além deste fator, a digestibilidade desse amido é influenciada pela maturidade da planta no momento da colheita, pelo tipo de colhedora e o tamanho teórico de corte. Na ensilagem da planta inteira de milho no Brasil é frequente o uso de colhedora de uma linha. Neste tipo de colhedora, dano de grãos é normalmente obtido por redução no tamanho de corte. Contudo, a redução do tamanho de corte reduz o tamanho da fração fibrosa da forragem. Colhedoras de forragem que danificam os grãos, sem reduzir demasiadamente o tamanho da fibra, são desejáveis, principalmente quando o intuito é formular dietas com alta inclusão de silagem de milho, sem inclusão de outra fonte de fibra longa. Sabendo do efeito já descrito na literatura do processamento de grãos para híbridos com endosperma farináceo e dos benefícios da fibra fisicamente efetiva o projeto proposto tem como objetivos avaliar: 1) o efeito do processador de grãos em híbrido de milho com endosperma vítreo no desempenho de vacas leiteiras e na digestibilidade do amido, 2) a efetividade física da fibra e desempenho de vacas leiteiras em dietas com tamanho de partículas crescente e 3) identificar o tamanho teórico de corte que proporciona adequada efetividade física da fibra sem afetar seleção da dieta pelo animal.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SALVATI, G. G. S.; SANTOS, W. P.; SILVEIRA, J. M.; GRITTI, V. C.; ARTHUR, V, B. A.; SALVO, P. A. R.; FACHIN, L.; RIBEIRO, A. P.; MORAIS JUNIOR, N. N.; FERRARETTO, L. F.; DANIEL, J. L. P.; BEAUCHEMIN, K. A.; SANTOS, F. A. P.; NUSSIO, L. G. Effect of kernel processing and particle size of whole-plant corn silage with vitreous endosperm on dairy cow performance. JOURNAL OF DAIRY SCIENCE, v. 104, n. 2, p. 1794-1810, FEB 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.