Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial de aplicação de fibras de carbono ativado produzidas a partir de Fibras PAN têxtil (poliacrilonitrila) impregnada com prata para fins antimicrobianos

Processo: 16/08828-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Gabriela de Morais Gouvêa Lima
Beneficiário:Gabriela dos Santos Simões
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Prata

Resumo

As fibras de carbono ativado são materiais ativos que, diferentemente dos carvões tradicionais, são fios e podem ser transformados em qualquer artefato têxtil. Possuem diâmetro entre 10 e 15 µm e apresentam resiliência, leveza e resistência química. Por meio de processo pirolítico seguido de oxidação térmica, as fibras de carbono são produzidas e convertidas em as fibras de carbono ativado (FCA), com alta fração de microporosidade e capacidade de adsorção. A FCA impregnada com prata tem demonstrado poder antibacteriano em testes in vitro reportados na literatura. Dentre as espécies de interesse para estudos envolvendo esses materiais, estão aquelas envolvidas na contaminação em ambientes hospitalares, onde se faz muito importante o controle de microrganismos. O objetivo deste estudo é avaliar o potencial antimicrobiano do tecido de fibra de carbono ativado. Para isso, será verificada a capacidade do tecido de inibir a formação de biofilme de microrganismos envolvidos em infecções nosocomiais. Será usado tecido com fibra de carbono pura e impregnada com prata nas concentrações de 24, 12, 6 e 3 g/cm2. Ainda, o tecido em FCA será testado em modelo de ferida crônica (in vitro) e sua citotoxicidade será avaliada. Por fim, será avaliada a capacidade de reaproveitamento do material. Os resultados serão tabulados e posteriormente analisados utilizando-se o programa GraphPad Prim, versão 6.0. O método estatístico a ser utilizado será escolhido após verificar-se a distribuição dos dados utilizando-se o teste Kolmogorov-Smirnov.