Busca avançada
Ano de início
Entree

A atividade de b. l. Garnier na publicação de traduções de romances e seu impacto na literatura em circulação no Brasil (1870-1880)

Processo: 16/19061-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 15 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras
Pesquisador responsável:Lucia Granja
Beneficiário:Valéria Cristina Bezerra
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/12113-5 - A presença da literatura francesa na empresa de tradução de B. L. Garnier e sua contribuição para a configuração do repertório literário no Brasil (1870-1880), BE.EP.PD
Assunto(s):Romance   Século XIX   Tradução

Resumo

A literatura no Brasil oitocentista precisa ser pensada considerando-se um quadro abrangente, que compreende a ampla presença de obras traduzidas oferecidas, juntamente com os livros nacionais, aos leitores da época. A existência dessas traduções no país não teria se dado em razão de atraso, subserviência ou falta de força das letras nacionais, pois, em todo o mundo ocidental, em maior ou menor medida, a literatura importada conviveu com a nacional. Tomando como exemplo Baptiste-Louis Garnier, livreiro-editor responsável, em relevante medida, pela consagração de nomes como José de Alencar, Machado de Assis, dentre outros, vemos que seu exercício profissional interferiu no meio literário brasileiro, tornando-o diversificado por meio da inclusão de obras estrangeiras no comércio de livros do país. Este trabalho tem, portanto, como objetivo, compreender o impacto da literatura estrangeira traduzida, em prosa, sobretudo a de ficção, na literatura em circulação no Brasil, através do estudo do empreendimento editorial de B. L. Garnier, entre 1870 e 1880, década em que o editor incrementou o mercado de tradução com a contratação de um corpo de tradutores a seu serviço e com a criação de uma empresa tipográfica. Para isso, buscaremos identificar os títulos traduzidos pela casa Garnier nesse período bem como interpretar os critérios de sua seleção por meio de seus temas, autores e avaliação crítica no país de origem. Realizaremos, ainda, a análise da recepção crítica brasileira dessas obras, comparando-a com as críticas de seu país original, de forma a entender quais foram os parâmetros usados para a sua avaliação no Brasil. Por último, faremos um cotejo de três dessas traduções brasileiras com as obras originais, com o fim de observar as adaptações operadas pelos tradutores para a sua adequação ao meio literário brasileiro. (AU)