Busca avançada
Ano de início
Entree

Teste de nova tecnologia em estudo de movimentação e uso de paisagem por Ramphastos toco

Processo: 16/03872-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Milton Cezar Ribeiro
Beneficiário:Stephanie Marucci de Souza
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia da paisagem   Novas tecnologias   Sistema de posicionamento global (GPS)

Resumo

Um importante fator a ser considerado em ambientes antropizados é a movimentação e o uso da paisagem por espécies animais, uma vez que distúrbios causados pela ação antrópica podem afetar a mediação animal-dispersão de sementes e regeneração natural das populações de plantas. O padrão de uso do habitat indica como a abundância e a composição da comunidade são influenciados pelas características das áreas de florestas remanescentes e do ambiente circundante. Ramphastos toco é o maior membro da família dos tucanos e o único que ocorre em áreas abertas e fragmentadas. Sendo assim, esse trabalho busca descobrir e aplicar a metodologia mais adequada para o estudo de movimentação de Ramphastos toco, assim como testá-la em campo, correlacionando com as características da paisagem. Na primeira etapa do trabalho pretendemos realizar testes em cativeiro a fim de verificar a melhor maneira de utilizar e fixar um novo equipamento em desenvolvimento pela Microsoft Research; além de testes em laboratório, onde identificaremos o tipo de bateria mais adequado para este tipo de estudo. Na segunda etapa realizaremos testes em campo, onde pretendemos responder à pergunta: qual a contribuição da paisagem na presença e movimentação de Ramphastos toco? Nossa hipótese é que apesar destes animais serem frequentemente avistados em áreas antropogênicas, eles possuam dependência de recursos dos fragmentos florestais, conectando habitats em áreas que estão em constante contato com o homem. Nossa variável resposta será a intensidade de uso da paisagem por R. toco e nossas variáveis explanatórias serão tamanho dos fragmentos e heterogeneidade da paisagem. Nas análises será empregada a abordagem de seleção de modelos com múltiplas hipóteses concorrentes e para a seleção do melhor modelo será utilizado o Critério de Informação de Akaike Corrigido. Esperamos que este trabalho possa comprovar a dependência de recursos florestais por R. toco, além de demonstrar a efetividade de um novo equipamento para medição de movimentação animal.