Busca avançada
Ano de início
Entree

Ciclos biogeoquímicos de enxofre e carbono no Ediacarano e seu registro em sucessões sedimentares brasileiras

Processo: 16/11496-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2016
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Marly Babinski
Beneficiário:Sergio Caetano Filho
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/19302-0 - Análises isotópicas pareadas de enxofre e carbono em rochas carbonáticas ediacaranas brasileiras e inferências sobre os ciclos biogeoquímicos marinhos no Gondwana Ocidental, BE.EP.DR
Assunto(s):Geoquímica isotópica   Paleoecologia   Paleoceanografia   Geoquímica   Paleoambientes

Resumo

O Ediacarano, período terminal do Pré-Cambriano, corresponde ao intervalo contendo as mais notáveis mudanças no ciclo evolutivo da vida terrestre, com aparição dos primeiros organismos macroscópicos complexos. Amplas variações em indicadores geoquímicos acompanham o registro paleontológico, representando a evolução conjunta do sistema oceano-atmosfera-biosfera. O principal evento associado a estas mudanças é a oxigenação final da superfície terrestre. Para o enxofre, amplas excursões de ´34S no sulfato marinho ao longo do Neoproterozoico seriam resultado de um reservatório muito menor que o atual, se aproximando destes níveis de sulfato marinho modernos apenas no final do Neoproterozoico. Estas excursões são acompanhadas pelo registro de ´13C, à medida que a crescente oxigenação e consequente aumento do reservatório de sulfato nos oceanos levaram a mudanças no fluxo de produção e preservação de carbono orgânico. Apesar da constatação destas anomalias, ainda não há um consenso quanto aos processos biogeoquímicos envolvidos, além do registro global carecer de dados, principalmente relacionados ao Gondwana Ocidental. Sendo assim, planeja-se acessar seções ediacaranas brasileiras (Faixa Paraguai Sul e Bacia do São Francisco), com objetivo de fornecer a quimioestratigrafia isotópica de C (carbonato e matéria orgânica) e S (sulfato e sulfeto), associado ao estudo microfaciológico detalhado. Os resultados permitirão o refinamento estratigráfico do Ediacarano brasileiro, contribuindo para o registro global de C e S, bem como inferências paleoambientais mais detalhadas acerca dos eventos atuantes no período. Isto leva a avanços na compreensão dos ciclos biogeoquímicos no fim do Neoproterozoico e dos eventos que levaram ao surgimento da vida complexa na Terra.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAETANO-FILHO, SERGIO; PAULA-SANTOS, GUSTAVO M.; GUACANEME, CRISTIAN; BABINSKI, MARLY; BEDOYA-RUEDA, CAROLINA; PELOSO, MARILIA; AMORIM, KAMILLA; AFONSO, JHON; KUCHENBECKER, MATHEUS; REIS, HUMBERTO L. S.; TRINDADE, RICARDO I. F. Sequence stratigraphy and chemostratigraphy of an Ediacaran-Cambrian foreland-related carbonate ramp (Bambui Group, Brazil). Precambrian Research, v. 331, SEP 1 2019. Citações Web of Science: 1.
CAETANO-FILHO, SERGIO; PAULA-SANTOS, GUSTAVO M.; DIAS-BRITO, DIMAS. Carbonate REE plus Y signatures from the restricted early marine phase of South Atlantic Ocean (late Aptian - Albian): The influence of early anoxic diagenesis on shale-normalized REE plus Y patterns of ancient carbonate rocks. PALAEOGEOGRAPHY PALAEOCLIMATOLOGY PALAEOECOLOGY, v. 500, p. 69-83, JUL 1 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.