Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito das redes extracelulares dos neutrófilos (NETs) no bloqueio da replicação do vírus sincicial respiratório humano (HRSV)

Processo: 16/21324-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Karina Alves de Toledo
Beneficiário:Tamylle Aparecida Pereira Ferraz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/03867-3 - Efeito das redes extracelulares dos neutrófilos (NETs) no bloqueio da replicação do vírus sincicial respiratório humano (HRSV), AP.R
Assunto(s):Antivirais   Inflamação   Imunidade inata   Neutrófilos   Vírus sinciciais respiratórios   Armadilhas extracelulares

Resumo

No mundo, estima-se 12 milhões de casos graves de infecção do trato respiratório inferior, incluindo infecções pelo vírus sincicial respiratório (hRSV) que contribui no desenvolvimento de bronquiolite, pneumonia e infecções pulmonares obstrutivas. Os neutrófilos são os fagócitos predominantes nestas infecções, contribuindo na eliminação de patógenos através de mecanismos microbicidas clássicos. Neutrófilos produzem armadilhas extracelulares (NETs), constituídas por DNA genômico associado as proteínas nucleares/granulares que capturam e eliminam diferentes microrganismos. Estas estruturas são geradas a partir de diferentes estímulos, incluindo o hRSV. A presença das NETs foi detectada em tecido pulmonar de indivíduos infectados por hRSV, mas a sua importância em infecções por esse vírus ainda não foi elucidada. O objetivo deste trabalho será investigar se as NETs possuem efeito sobre a infecção/replicação do vírus hRSV. Para tanto, serão utilizadas abordagens in vitro e in silico. NETs geradas sob o estímulo de PMA serão testadas em diferentes protocolos antivirais (pré-tratamento, virucida, pós-tratamento) tendo como alvo células Hep-2 infectadas ou não pelo vírus hRSV. Grupos adicionais, receberão tratamentos com NETs + Palivizumab (anticorpo monoclonal anti-RSV). A proteção celular (ou inibição da infecção/replicação) será acompanhada por ensaios de adição do sal de MTT. Resultados promissores (proteção celular de 50% ou mais) serão analisados usando ensaios de redução de placa. A determinação dos valores de CC50 e CE50 possibilitarão o cálculo do Índice de Seletividade, o qual indicará quão promissora é a presença das NETs durante uma infecção por hRSV. Por fim, uma possível interação entre as NETs e a proteína F do hRSV será avaliada por estudos de Docking Molecular. Os resultados obtidos com o desenvolvimento deste projeto auxiliarão no entendimento da participação benéfica ou patogênica dos neutrófilos durante a resposta imunológica na infecção por hRSV. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.