Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos genéticos em raia-viola, Rhinobatos percellens (Walbaum, 1792) (Chondrichthyes, Rhinobatidae), utilizando marcadores moleculares

Processo: 16/16483-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Fausto Foresti
Beneficiário:Pablo Henrique de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Rhinobatidae   Raias   Coleção e conservação de espécies biológicas   Marcador molecular   DNA mitocondrial   Genômica   Diversidade genética   Variação genética

Resumo

A pesca excessiva impõe mudanças na estratégia de vida das populações dos organismos e, de modo especial dos elasmobrânquios, de modo que o desenvolvimento de pesquisas envolvendo diferentes aspectos biológicos dos componentes deste grupo torna-se de fundamental importância nos programas de conservação das espécies. Rhinobatos percellens é uma espécie de raia marinha da família Rhinobatidae que tem sofrido intensa e crescente pressão pesqueira principalmente por ser capturada acidentalmente na pesca de arrasto de portas direcionada à captura de camarões, sendo os indivíduos pescados devolvidos ao mar geralmente mortos. R. percellens tem sua ocorrência identificada desde o Panamá até possivelmente o Sul do Brasil, distribuindo-se sobre a plataforma continental do Atlântico ocidental. Os dados disponíveis na literatura sobre esta espécie referem-se mais frequentemente à sua ocorrência, distribuição e hábitos alimentares, sendo pouco frequentes dados referentes às estatísticas de captura e à sua estrutura populacional nas regiões de ocorrência. Em parte, tais dificuldades decorrem da sua semelhança morfológica com outras espécies de raias que ocorrem em simpatria, dificultando a correta identificação desta espécie no momento de captura. Uma avaliação sobre seu real status populacional nas condições atuais é bastante difícil, principalmente devido à falta de dados estatísticos confiáveis e precisos sobre capturas, sendo que a espécie está atualmente relacionada na categoria de "quase ameaçada" no livro vermelho da IUCN. Assim, visando fornecer informações mais aprofundadas sobre as características populacionais de R. percellens que possam resultar numa gestão mais eficiente e sustentável dos estoques existentes, o objetivo deste estudo é apresentar informações a respeito da genômica e diversidade genética populacional desta espécie de raia na região do litoral dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina, fornecendo dados a respeito da variabilidade genética, estruturação e fluxo gênico entre as populações com o uso de marcadores genéticos moleculares, a fim de contribuir com os estudos de conservação de elasmobrânquios.