Busca avançada
Ano de início
Entree

Degradação de conservantes: acoplamento de processos, efeito de interferentes orgânicos e aumento de escala

Processo: 16/19662-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 30 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 29 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Artur de Jesus Motheo
Beneficiário:Dawany Dionisio
Supervisor no Exterior: Manuel Andrés Rodrigo Rodrigo
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Castilla-La Mancha, Ciudad Real (UCLM), Espanha  
Vinculado à bolsa:16/04825-2 - Efeito de interferentes e de características operacionais na degradação de desreguladores endócrinos, BP.DD
Assunto(s):Eletroquímica   Técnicas eletroquímicas   Degradação de resíduos químicos   Conservantes   Parabenos

Resumo

Os parabenos são conservantes amplamente utilizados em cosméticos e produtos de cuidados pessoais. Em 2005, alguns estudos apontaram a relação destes compostos com tumores de mama em humanos e, então, passaram a ser classificados como desreguladores endócrinos. Os conservantes são usualmente comercializados como misturas, e os parabenos são comumente associados à diazolidinil ureia (DU) e propilenoglicol (PG). Essas substâncias não são completamente removidas pelos processos convencionais de tratamento de águas e, portanto, diversos processos alternativos têm sido desenvolvidos e estudados. Nesse contexto, os processos eletroquímicos (EQ) têm se mostrado bastante eficientes na oxidação de compostos orgânicos. A fim de aumentar tal eficiência, tem sido estudado o acoplamento dos métodos eletroquímicos a outros métodos de oxidação, como o Fenton, fotoquímico e, mais recentemente, o sonoquímico (SQ). O objetivo deste projeto é acoplar os processos EQ e SQ, utilizando diferentes configurações operacionais e avaliar sua influência na degradação do metil parabeno (MeP). Considerando que na maioria dos estudos de degradação são estudados compostos alvo isoladamente, pretende-se avaliar, também, o efeito de interferência do PG e da DU na oxidação do MeP, visando a simulação de um efluente real. Os estudos serão realizados em escalas de bancada e piloto, utilizando elétrodos de diamante dopado com boro. Através das técnicas de cromatografia e análise de carbono orgânico total (COT), as degradações serão avaliadas segundo a remoção de MeP e COT, eficiência de corrente e consumo energético. O acoplamento dos processos deve aumentar a remoção dos contaminantes, mas, não necessariamente, resultará em uma maior mineralização dos compostos. Além disso, o ultrassom pode ser acoplado ao processo EQ de diferentes formas, o que pode resultar em diferentes mecanismos de oxidação e, portanto, na eficiência do processo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DIONISIO, DAWANY; MOTHEO, ARTUR J.; SAEZ, CRISTINA; CANIZARES, PABLO; RODRIGO, MANUEL A. Coupling Ultrasound to the Electro-Oxidation of Methyl Paraben Synthetic Wastewater: Effect of Frequency and Supporting Electrolyte. CHEMELECTROCHEM, v. 6, n. 4, p. 1199-1205, FEB 15 2019. Citações Web of Science: 2.
DIONISIO, DAWANY; MOTHEO, ARTUR J.; SAEZ, CRISTINA; CANIZARES, PABLO; RODRIGO, MANUEL A. Competitive Anodic Oxidation of Methyl Paraben and Propylene Glycol: Keys to Understand the Process. CHEMELECTROCHEM, v. 6, n. 3, p. 771-778, FEB 1 2019. Citações Web of Science: 2.
DIONISIO, D.; MOTHEO, A. J.; SAEZ, C.; RODRIGO, M. A. Effect of the electrolyte on the electrolysis and photoelectrolysis of synthetic methyl paraben polluted wastewater. Separation and Purification Technology, v. 208, n. SI, p. 201-207, JAN 8 2019. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.