Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da quitosana na reumidificação da dentina após remoção seletiva da lesão de cárie utilizando laser de Er:YAG. Análise longitudinal clínica, fotográfica, adaptação marginal da réplica da restauração e microbiológica

Processo: 16/14864-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Silmara Aparecida Milori Corona
Beneficiário:Raí Matheus Carvalho Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cárie dentária   Dentina   Quitosana

Resumo

O Laser de Er:YAG é uma alternativa viável ao método convencional de remoção de tecido cariado, no entanto, diante de sua possível interferência no processo de adesão dos materiais resinosos, torna-se relevante avaliar a incorporação de um biopolímero (quitosana) na dentina afetada por cárie a fim de possibilitar uma melhora na sua integridade estrutural e a longevidade das restaurações realizadas cavidades preparadas com laser. Este estudo tem o objetivo de avaliar o efeito do laser de Er:YAG na remoção seletiva de cárie em dentes decíduos e a influência da reumidificação da dentina com um composto biomodificador (quitosana) através de análise longitudinal das restaurações realizadas, avaliação da adaptação marginal da réplica da restauração e análise microbiológica. A amostra será composta por 40 crianças entre 7 e 9 anos que apresentem 4 lesões de cárie ativas, com cavitação atingindo dentina, localizada na superfície oclusal (Classe I) de molares decíduos homólogos. Será realizada a remoção seletiva das lesões de cárie com laser de Er:YAG (250mJ/4 Hz) ou contra-ângulo (método convencional). Os dentes de cada criança serão distribuídos aleatoriamente em dois grupos de acordo com o tratamento da superfície da dentina: 1) sem reumidificação (controle) e 2) quitosana 2,5%. Será realizado condicionamento com ácido fosfórico a 35% e a seguir a lavagem da cavidade. Para o grupo quitosana, logo após o condicionamento ácido, será aplicada quitosana 2,5% por 15 segundos, e a superfície será seca com papel absorvente. Em seguida, os espécimes serão restaurados com adesivo (Adper Single Bond 2 - 3M) e resina composta (Z250 - 3M). Para a análise clínica das restaurações, três profissionais calibrados e experientes utilizarão os critérios United States Public Health Service (USPHS) modificados nos períodos 7 dias (após o polimento), 6 meses, 12 meses e 18 meses da realização das restaurações. A adaptação marginal da réplica da restauração será analisada por microscopia eletrônica de varredura, seguida do cálculo da porcentagem da integridade marginal nos mesmos períodos propostos para análise clínica. Para a análise microbiológica serão realizadas coletas das raspas de dentina em três períodos: antes da remoção de cárie, após a remoção de cárie e após o tratamento da dentina com quitosana. As unidades formadoras de colónias (CFUs) serão contadas, e os resultados serão expressos como CFU/mg de dentina remanescente. Os dados obtidos serão analisados para escolha do método estatístico adequado.