Busca avançada
Ano de início
Entree

Biomecânica óssea e bem-estar animal: avaliação do aparelho locomotor em função do enriquecimento ambiental em diferentes idades dos frangos de corte

Processo: 16/10769-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Construções Rurais e Ambiência
Pesquisador responsável:Iran José Oliveira da Silva
Beneficiário:Aérica Cirqueira Nazareno
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Bem-estar do animal   Biomecânica   Morfometria   Osteocondrodisplasias   Fêmur de animal   Tibia   Deformidades congênitas das extremidades inferiores   Frangos de corte

Resumo

O objetivo desta pesquisa será avaliar o aparelho locomotor dos frangos de corte criados em ambiente controlado, utilizando as técnicas de biomecânica em função do enriquecimento ambiental ao longo do ciclo produtivo. A pesquisa será realizada em câmara climática na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz no estado de São Paulo. Serão utilizados 120 aves da linhagem Cobb com um dia de idade em densidade 12 aves/m2. A câmara climática será dividida em quatro boxes, sendo dois boxes por tratamento (ausência e presença do enriquecimento ambiental), a pesquisa será realizada em dois ciclos de produção. A temperatura do ar e umidade relativa será monitorada, por meio de dois sensores termístor com funções dataloggers. Nas análises de biomecânica e morfometria óssea serão utilizados as tíbias e fêmures direito e esquerdo das aves de cada tratamento nas idades 0, 7, 14, 21, 28, 35 e 42 dias, as mensurações serão por meio de uma máquina universal de ensaios mecânicos, também serão realizadas as análises de discondroplasia tibial, danos na quilha e espondilolistese, por meio de escore. A avaliação comportamental será realizada pelo monitoramento, registro e análise de imagem. O desempenho zootécnico e a integridade física serão realizadas semanalmente em todos os animais. O delineamento experimental será inteiramente aleatorizado em parcela subdividida, contendo dois tratamentos e oito repetições (aves sacrificadas/semana). Espera-se fornecer informações sobre as deformidades ósseas do aparelho locomotor dos frangos de corte nas diferentes semanas de criação em função do uso do enriquecimento ambiental. (AU)