Busca avançada
Ano de início
Entree

Puberdade precoce na obesidade infantil: possíveis mecanismos e influência da leptina

Processo: 16/19366-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Renata Frazão
Beneficiário:Marina Augusto Silveira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07908-8 - Puberdade precoce na obesidade infantil: possíveis mecanismos e influência da leptina, AP.R
Assunto(s):Hipotálamo   Puberdade   Puberdade precoce   Leptina   Neurofisiologia   Obesidade

Resumo

A idade média nas quais crianças têm apresentado indicadores de início da puberdade, como a telarca ou a menarca, tem diminuído ao longo das décadas. Este fato é preocupante, pois a puberdade precoce traz diversas implicações negativas. Por exemplo, a exposição precoce aos hormônios sexuais favorece o desenvolvimento de cânceres em órgãos reprodutivos. A puberdade antecipada aumenta a incidência de transgressões sociais na adolescência e pode levar a problemas psico-sociais, quando a criança ainda não atingiu idade cognitiva adequada para lidar com as mudanças que acontecem em seu próprio corpo. Ainda, a antecipação da puberdade favorece a iniciação sexual precoce, aumenta o número de adolescentes grávidas e pode afetar o crescimento somático. Existem algumas hipóteses que procuram explicar a antecipação da maturação sexual, mas um fato bem conhecido é que hoje em dia uma grande proporção de crianças está acima do peso considerado ideal. Este fato altera a concentração de leptina na circulação e a responsividade a esse hormônio no hipotálamo (resistência à leptina). Essas mudanças, por sua vez, podem contribuir com o avanço da puberdade na atualidade uma vez que a leptina é considerada um fator permissivo para início da puberdade. Diante disso, o presente projeto tem como objetivo investigar os mecanismos responsáveis pela indução precoce da puberdade na obesidade infantil, com ênfase no possível papel desempenhado pelo hormônio leptina. Para tanto, propomos experimentos que visam manipular em camundongos a concentração de leptina na circulação e/ou a sensibilidade a esse hormônio, por meio da inativação tecido-específica do gene Socs3 ou a partir de modelos de obesidade infantil. Assim, avaliaremos a progressão dos estágios de maturação sexual nesses camundongos, cruzando esses dados com informações sobre a sensibilidade à leptina, pistas metabólicas (peso corporal e leptinemia) e atividade neuronal. Além disso, iremos estudar possíveis mudanças na resposta aguda aos efeitos induzidos pela leptina em diferentes estágios do desenvolvimento sexual em núcleos hipotalâmicos potencialmente envolvidos no controle da puberdade. Em posse desses dados, faremos análises moleculares nesses núcleos para identificar potenciais genes que podem explicar os efeitos da leptina no início da puberdade. Em resumo, o presente projeto tem o potencial de melhorar nossa compreensão dos mecanismos moleculares responsáveis pela antecipação da puberdade na atualidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)