Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da deficiência colinérgica induzida por redução na expressão do transportador vesicular de acetilcolina (VAChT) na inflamação pulmonar induzida por exposição à fumaça de cigarro

Processo: 16/09353-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Carla Máximo Prado
Beneficiário:Emerson Batista da Silva
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiopatologia   Pneumonia   Doença pulmonar obstrutiva crônica   Enfisema pulmonar   Fumaça de cigarro   Resposta inflamatória   Modelo experimental

Resumo

A dependência do fumo por vicio pode ocasionar em sérias lesões pulmonares, levando ao desenvolvimento de patologias como por exemplo o enfisema, que é considerado uma anormalidade anatomopatológica associada à Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), que resulta em um alargamento anormal, permanente dos espaços aéreos distais ao bronquíolo terminal, acompanhado de destruição de suas paredes, e que limita progressivamente o fluxo aéreo pulmonar. O sistema colinérgico anti-inflamatório tem sido bastante estudado como alvo terapêutico em diversas doenças, inclusive como importante mediador no controle da homeostasia pulmonar. Entretanto, seu efeito na fisiopatologia do enfisema pulmonar ainda foi pouco estudado. O objetivo do presente projeto é investigar se a redução de VAChT interfere no enfisema pulmonar induzido por exposição à fumaça de cigarro. Para tanto, serão utilizados animais geneticamente modificados para menor expressão de VAChT e serão analisados a função pulmonar, a resposta inflamatória e a destruição tecidual do parênquima pulmonar e as citocinas pró-inflamatórias IL-6, IL-8 e IL-17 por ELISA. Espera-se que a resposta inflamatória esteja aumentada no pulmão dos animais mutantes expostos ao fumo por redução do sistema colinérgico anti-inflamatório ou ainda que esteja reduzida uma vez que a fumaça de cigarro contem nicotina que estimula esta via.