Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de novos sensores eletroquímicos baseados em nanomateriais para a determinação de ácido ferúlico e ácido 4-hidroxibenzóico em materiais lignocelulósicos

Processo: 16/18774-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Leonardo Lataro Paim
Beneficiário:Marielle Verger Nardeli
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais lignocelulósicos   Materiais nanoestruturados   Sensores   Ácido ferúlico   Bioetanol

Resumo

O etanol de segunda geração pode ser produzido a partir do bagaço e da palha da cana-de açúcar, matéria-prima lignocelulósica residual do processo de produção de açúcar e etanol. Durante os processos de conversão do resíduo lignocelulósico, via hidrólise enzimática e/ou ácida, para obtenção de compostos de interesse (glicose, frutose, xilose e outros), alguns produtos indesejados são formados, tais como os compostos fenólicos (ácido ferúlico e ácido 4-hidroxibenzóico) que são formados pela decomposição química parcial da lignina e que, em determinadas quantidades, diminuem as taxas de conversão dos carboidratos em etanol. O projeto em questão tem por objetivo o desenvolvimento de novos sensores eletroquímicos para a determinação de ácido ferúlico e ácido 4-hidroxibenzóico em materiais lignocelulósicos de cana de açúcar, baseados em eletrodos compósitos de grafite com nanotubos de carbono e polímeros molecularmente impressos (MIP) de anilina, confeccionados por eletropolimerização. Esses sensores serão constituídos por MIPs, o que poderá possibilitar a aplicação direta nos hidrolisados do material lignocelulósico, com grande possibilidade de análises simultâneas, rápidas em sistemas miniaturizados e portáteis, bem como a aplicação online dos sensores em processos de produção do etanol de segunda geração. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.