Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das alterações em longo prazo da sensibilidade à insulina em mulheres submetidas a corticoterapia na gestação

Processo: 16/20488-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Gabriel Forato Anhê
Beneficiário:Fabíola Sales Furtuoso
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Assunto(s):Betametasona   Gravidez   Lactação   Resistência à insulina   Corticoterapia

Resumo

Introdução: A corticoterapia na gestação tem demonstrado relativo sucesso na diminuição da mortalidade de recém-nascidos pré-termos e na incidência da síndrome do desconforto respiratório. Apesar destes benefícios imediatos, já foi relatado que nascidos de mães que receberam betametasona na gestação podem desenvolver resistência à insulina na adolescência. Com o intuito de observar se estes riscos em longo prazo se estendem para a mulher tratada com betametasona, realizamos um estudo piloto (CAAE: 45790715.7.0000.5404) pata investigar aspectos metabólicos 20 meses após o parto. Usando como grupo controle (n=31) mulheres sem uso de betametasona na gestação, observamos uma tendência para o aumento da insulinemia de jejum e dos valores de índice HOMA-IR em mulheres que usaram betametasona na gestação (CASOS; n=15). As medidas superaram o limite de 0,05 para a probabilidade de erro tipo 1 (alfa). Entretanto, o poder das medidas (1-beta) mostrou-se em torno de 20%. Objetivo: O objetivo geral deste projeto é confirmar a existência de alterações em longo prazo na insulinemia e sensibilidade à insulina (HOMA-IR) em mulheres que fizeram uso de corticoterapia durante a gestação (CASOS) comparativamente a mulheres que tiveram gestação sem intercorrências e não fizeram uso da terapia com corticosteróides durante a gestação (CONTROLES). Sujeitos e Métodos: Serão pesquisados para este estudo os partos que ocorreram no CAISM entre 19 e 22 meses antes do momento da coleta. Os critérios de exclusão são essencialmente os mesmos adotados em nosso projeto piloto e aprovados pelo CEP da UNICAMP (CAAE: 45790715.7.0000.5404). As voluntárias serão contatadas por telefone e só serão inseridas na pesquisa após lerem e assinarem o TCLE. Serão convocadas 90 Controles e 106 casos. Análise de dados: A análise dos dados será feita por sub-grupos Caso e controle. A análise inicial consistirá na comparação da média (±EPM) dos valores relativos a glicemia, insulinemia e índice HOMA-IR. Para análise destas comparações será usado teste de normalidade (Shapiro) e teste t de Student não pareado para dados paramétricos ou teste de Mann-Whitney para não paramétricos. O nível de significância adotado será de p<0.05. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.