Busca avançada
Ano de início
Entree

Feminismo e pós-modernismo? Self situado e universalismo interativo em Seyla Benhabib

Processo: 16/11790-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Ética
Pesquisador responsável:Nathalie de Almeida Bressiani
Beneficiário:Michele Teixeira Bonote
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Pós-modernismo   Feminismo   Democracia   Teoria crítica

Resumo

Em Situating the Self, Seyla Benhabib recupera as críticas feministas, comunitaristas e pós-modernas aos ideais do Esclarecimento e explicita, por meio delas, as exclusões geradas e/ou justificadas por esses ideais. Longe de levarem Benhabib a abandonar o projeto moderno, contudo, estas críticas são reconstruídas pela autora no interior de sua proposta de um "universalismo interativo", por meio do qual ela procura superar os limites do Esclarecimento sem abrir mão de suas conquistas. Com o intuito de compreender o "universalismo interativo" proposto por Benhabib, essa pesquisa pretende analisar, em um primeiro momento, porque Benhabib problematiza a "aliança" entre as feministas e os "pós-modernos" na crítica a um "sujeito racional universal", que é pressuposto pela tradição filosófica ocidental. Partiremos, para isso, de uma distinção entre o que Benhabib chama de processo de socialização do indivíduo e, por outro lado, daquilo que Butler chama de processo de constituição do sujeito. Por fim, analisaremos como Benhabib, após chamar atenção para o fato de que o sujeito é sempre situado, mas não inteiramente determinado pelo contexto, reformula o projeto universalista nos termos de um "universalismo interativo", no qual tanto a perspectiva do outro generalizado como a do outro concreto são consideradas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.