Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos compostos de marinoquinolina para terapia de tuberculose: planejamento, síntese e estudo da relação estrutura-atividade

Processo: 16/23055-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Carlos Roque Duarte Correia
Beneficiário:Michele Panciera
Supervisor no Exterior: Concepción González-Bello
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Santiago de Compostela, Santiago (USC), Espanha  
Vinculado à bolsa:13/25613-5 - Síntese de marcadores fluorescentes moleculares diarilmaleimidas a partir das Reações de Heck-Matsuda para aplicações biológicas e bioquímicas, BP.PD
Assunto(s):Química médica   Reação de Heck-Matsuda   Antibióticos   Mycobacterium tuberculosis

Resumo

Com ensaios biológicos iniciais observamos que as marinoquinolinas compõem uma classe de moléculas extraordinárias em relação a sua atividade biológica, podendo seus diferentes análogos atuarem contra varias doenças. Esta classe de moléculas contendo o núcleo 3H-pirrolo[2,3-c]quinolínico tem sido ate o presente pouco explorada. Tal fato, nos pareceu muito atrativo, representando uma oportunidade para ampliação da linha de pesquisa em química medicinal. Desenvolveu-se uma síntese versátil que permitiu modificar estas moléculas naturais criando uma biblioteca de compostos não naturais. Observou-se que, a atividade biológica a partir da introdução de diferentes substituintes permitiu modificar completamente a eletrônica do sistema da molécula. Para ensaios in vitro em protozoário a marinoquinolina natural apresentou uma atividade em escala de micromolar, atividade esta moderada para a doença. Modificações estruturais potencializaram esta atividade biológica para a escala nanomolar. Nossa biblioteca química, também foi submetida a ensaios biológicos em bactérias hospitalares multirresistentes. Uma das moléculas foi capaz de erradicar em 100% o crescimento de cinco linhagens de bactérias. Outra marinoquinolina erradicou 80% do crescimento das mesmas linhagens. Em Mycobacterium tuberculosis alguns análogos tiveram atividade biológica moderada. No entanto, seria necessário um estudo mais aprofundado na estrutura tricíclica destes compostos. Como já mencionado, existe pouca informação sobre a atividade biológica das marinoquinolinas. A principal base para o entendimento de como estes análogos estariam atuando no meio biológico seria o mecanismo de ação, ou seja, um estudo do espaço químico-biológico. Neste caso a relação quantitativa entre estrutura-atividade permitiria um planejamento das modificações na estrutura da molécula e aumentaria assim a eficiência da atividade biológica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.