Busca avançada
Ano de início
Entree

Políticas de segurança públicas socialmente ótimas e nível de escolaridade

Processo: 16/19823-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 04 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 20 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economia do Bem-estar Social
Pesquisador responsável:Rodrigo Reis Soares
Beneficiário:Eduardo Ferraz Castelo Branco Ferreira
Supervisor no Exterior: Lance John Lochner
Instituição-sede: Escola de Economia de São Paulo (EESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Western University , Canadá  
Vinculado à bolsa:15/26082-9 - Modelos teóricos para análise de bem-estar social de políticas de segurança pública, BP.DD
Assunto(s):Economia da educação   Crime   Políticas públicas   Segurança pública

Resumo

Este projeto tem como objetivo desenvolver um modelo dinâmico de crime com agentes heterogêneos e possibilidade de investimento em capital humano. Neste modelo, a tecnologia de apreensão depende do nível de investimento em força policial e do nível de criminalidade. Esta característica abre a possibilidade de interações sociais na determinação da taxa de crimes de equilíbrio no sentido que uma taxa mais elevada diminui a probabilidade de apreensão para um dado crime encorajando, portanto, mais crimes. Há três fontes de heterogeneidades dos agentes no modelo: habilidades e propensidade ao crime ex-ante e nível de educação ex-post. As decisões de cometer crimes e se educar são endógenas e os agentes levam em conta a intensidade da punição (tempo esperado de punição e perda de utilidade associado punição), probabilidade de apreensão e ganhos de salário devido a um maior nível de escolaridade. Neste projeto, eu pretendo focar basicamente em equilíbrios estacionários. O modelo tem o intuito de capturar efeitos em uma análise positiva políticas de segurança pública e nível de escolaridade de uma maneira que não seria possível por estimativas vindas de modelos empíricos em forma reduzida. Além disso, com essa ideia de modelo, abre-se a possibilidade de se calcular uma política de segurança pública ótima (dada por um par intensidade de punição e investimento em polícia) em termos de alguma métrica de eficiência ou de uma função de bem-estar social. Um outro objetivo do projeto é calibrar o modelo. (AU)