Busca avançada
Ano de início
Entree

Registro eletrofisiológico e manipulação da atividade neural do córtex pré-frontal de ratos durante o aprendizado temporal

Processo: 16/18914-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 09 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Marcelo Bussotti Reyes
Beneficiário:Gabriela Chiuffa Tunes
Instituição-sede: Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Neurociências   Córtex pré-frontal   Percepção de tempo   Antagonistas   Agentes dopaminérgicos   Modelos animais

Resumo

A percepção do tempo é uma função cognitiva essencial para adaptação e sobrevivência dos seres vivos. Recentemente, diversos estudos têm investigado as bases neurais envolvidas nesses processos, sugerindo o envolvimento de múltiplas regiões encefálicas e diversos tipos de neurônios em tarefas que exigem a aprendizagem de algum tipo de organização temporal. Neurônios que parecem codificar a passagem do tempo foram descritos no hipocampo, tálamo, e no córtex pré-frontal. Além disso, estudos mostram que interferências em vias dopaminérgicas podem causar prejuízo na estimação temporal. O que foi pouco estudado, no entanto, é como tais neurônios e vias neurais se comportam ao longo do aprendizado. Em parte, a escassez desses resultados vem do fato que a aprendizagem temporal costuma levar muitas sessões para ser observada. No entanto, em trabalhos recentes, mostramos que, na de tarefa DRRD (do inglês Differential Reinforcement Response Duration) mudanças comportamentais bruscas associadas à aprendizagem podem ocorrer desde a primeira sessão. Além disso, no decorrer projeto de mestrado, observamos que existe modulação na taxa de disparos de alguns neurônios antes e depois do aprendizado. Desta forma, pretendemos aliar esta expertise comportamental aos registros eletrofisiológicos para estudar o padrão de atividade neural no córtex pré-frontal durante a aprendizagem de uma tarefa de DRRD. Além disso, verificaremos os efeitos da manipulaçãode drogas dopaminérgicas no sinal neural durante esse aprendizado. Para isto, faremos registros extracelulares em ratos com implantes crônicos de matrizes de 32 eletrodos e cânulas para microinjeção de drogas de antagonistas e agonistas dopaminérgicos no córtex pré-frontal. (AU)