Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da queima prescrita e da geada sobre a diversidade e estrutura do estrato herbáceo-arbustivo do Cerrado

Processo: 16/17888-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Giselda Durigan
Beneficiário:Natashi Aparecida Lima Pilon
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/20897-6 - Filogenia e atributos funcionais em comunidades herbáceo-arbustivas de cerrado queimadas e não queimadas, BE.EP.DR
Assunto(s):Queimada   Geada   Comunidades vegetais   Cerrado

Resumo

Distúrbios naturais como o fogo e a geada configuram-se em importantes moduladores das fisionomias campestres e savânicas. No entanto, pouco se sabe sobre qual é a resposta da diversidade vegetal frente a esses distúrbios, principalmente para as espécies que compõem o estrato herbáceo-arbustivo. Tal lacuna no conhecimento tem implicações diretas na conservação e restauração da vegetação do Cerrado, bem como no conhecimento sobre os processos evolutivos que atuaram nesse bioma e os efeitos que mudanças climáticas globais podem causar na sua distribuição. Visando preencher parte dessas lacunas, o presente projeto de pesquisa tem por objetivo elucidar as respostas do estrato herbáceo-arbustivo do Cerrado frente à queima controlada e à geada e, adicionalmente, compreender as mudanças na vegetação mediante a supressão do fogo. O projeto está sendo desenvolvido na Estação Ecológica de Santa Bárbara (EEcSB), município de Águas de Santa Bárbara, SP, onde foram instaladas 480 parcelas de 1 m² distribuídas em diferentes setores da unidade, que foram amostradas antes da queima experimental realizada em 2015 e antes das geadas severas ocorridas em 2016, que possibilitaram abordar também este fator de distúrbio. Das 480 parcelas, 360 foram distribuídas ao longo do gradiente estrutural que vai do campo cerrado ao cerradão, para avaliação da dinâmica das comunidades na ausência de fogo. Para caracterizar a resposta da comunidade herbáceo-arbustiva ao fogo, 120 parcelas foram submetidas à queima controlada realizada em 2015. No inverno de 2016, fortes geadas ocorreram na área de estudo, permitindo-nos monitorar a resposta da comunidade também a esse distúrbio natural. Para isolar este fator, estamos monitorando o efeito da geada no conjunto de parcelas em que não foram aplicadas queimadas controladas. Nas parcelas queimadas, foram monitoradas as alterações na comunidade vegetal, em composição e estrutura, a cada dois meses, ao longo de um ano após o fogo. As parcelas não queimadas estão sendo monitoradas ao longo do tempo para a caracterização das mudanças na comunidade mediante a supressão do fogo, com destaque para o período subsequente à geada. As espécies vegetais presentes nas parcelas serão caracterizadas de acordo com sua resposta (beneficiadas, indiferentes ou prejudicadas) frente aos dois distúrbios estudados e investigaremos as diferentes adaptações que levam a essas respostas, em busca de atributos funcionais que expliquem a permanência ou não de determinadas espécies. Também avaliaremos as modificações na estrutura da comunidade do estrato herbáceo-arbustivo em decorrência da queima prescrita, supressão da queima e após geada. Esperamos identificar as diferentes estratégias do estrato herbáceo-arbustivo frente aos distúrbios naturais que modularam a evolução do Cerrado. Esse conhecimento poderá ser utilizado para dar suporte às políticas e estratégias visando à conservação e manejo do Cerrado, bem como para aprimorar os modelos preditivos para o futuro do bioma savana frente às mudanças climáticas globais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
A importância das pequenas plantas do Cerrado 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAVA, MARIO G. B.; PILON, NATASHI A. L.; RIBEIRO, MILTON CEZAR; DURIGAN, GISELDA. Abandoned pastures cannot spontaneously recover the attributes of old-growth savannas. JOURNAL OF APPLIED ECOLOGY, v. 55, n. 3, p. 1164-1172, MAY 2018. Citações Web of Science: 2.
PILON, NATASHI A. L.; HOFFMANN, WILLIAM A.; ABREU, RODOLFO C. R.; DURIGAN, GISELDA. Quantifying the short-term flowering after fire in some plant communities of a cerrado grassland. Plant Ecology & Diversity, v. 11, n. 3, p. 259-266, 2018. Citações Web of Science: 0.
ABREU, RODOLFO C. R.; HOFFMANN, WILLIAM A.; VASCONCELOS, HERALDO L.; PILON, NATASHI A.; ROSSATTO, DAVI R.; DURIGAN, GISELDA. The biodiversity cost of carbon sequestration in tropical savanna. SCIENCE ADVANCES, v. 3, n. 8 AUG 2017. Citações Web of Science: 14.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.