Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de leucotrienos na obesidade induzida por dioxinas em camundongos 5-LO knockout: um estudo proteômico

Processo: 16/17783-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Camila Peres Buzalaf
Beneficiário:Isadora de Oliveira Soler
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Leucotrienos   Toxicologia ambiental   Proteômica   Metabolismo dos lipídeos   Modelos animais

Resumo

As dioxinas, poluentes tóxicos persistentes no ambiente, são associadas a diversos agravos a saúde humana. Dentre vários efeitos tóxicos, vários trabalhos demonstram uma associação entre a exposição por esses elementos e o desenvolvimento da síndrome metabólica, conjunto de doenças associadas à obesidade como o diabetes tipo 2. A diminuição da sensibilidade à insulina é uma característica dessa doença e decorre dentre outros fatores, da presença de mediadores e células inflamatórias nos tecidos adiposo e hepático principalmente. Dentre os diferentes mediadores inflamatórios, destacam-se os leucotrienos (LTs), substâncias produzidas a partir da enzima 5-lipoxigenase (5-LO). Foi demonstrado que a presença de LTs aumenta a inflamação e diminui a sensibilidade à insulina. No entanto, pouco se sabe sobre a contribuição dos LTs na determinação de parâmetros de obesidade e do diabetes em camundongos expostos à dioxina bem como os mecanismos moleculares envolvidos. Assim, o objetivo desse trabalho é avaliar os perfis proteicos da toxicidade hepática induzida pela exposição in vivo do 2,3,7,8-tetraclorodibenzo-p-dioxina (TCDD) em camundongos produtores ou não de LTs, que possam ter relação com o metabolismo lipídico. Para tanto, camundongos selvagem (129- WT) e depletados da enzima 5-LO (5-LO KO) receberão dieta hipercalórica e TCDD concomitantemente por 30 dias. Após o período experimental, serão avaliados os mecanismos moleculares envolvidos na toxicidade por meio da análise proteômica "label-free" do fígado nas diferentes condições experimentais. Assim, pretende-se identificar a importância dos LTs em mediar o efeito tóxico do TCDD no metabolismo lipídico bem como identificar as proteínas que possam ser alvos da toxicidade provocada por esse contaminante encontrados no ambiente, o qual a população humana está exposta. (AU)