Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunomarcação de CD3+, CD21+e CD68+ no miocárdio de cães naturalmente acometidos por leishmaniose visceral

Processo: 16/18862-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Mary Marcondes
Beneficiário:Jaqueline Bizi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Imuno-histoquímica   Linfócitos   Miocárdio   Macrófagos   Leishmaniose visceral animal   Cães

Resumo

A leishmaniose visceral canina (LVC) é causada, nas Américas, pela Leishmania infantum chagasi. As lesões decorrentes da evolução da doença ocorrem por uma diferenciação da resposta imune, que tende a evoluir para uma resposta imune humoral, levando à deposição de imunocomplexos em vários órgãos, o que contribui para a patogênese dos sintomas. Dentre os órgãos acometidos, destacam-se os rins, cuja lesão é a principal causa de mortalidade na doença. Apesar dos relatos de envolvimento cardíaco na LVC ser raro, em dois estudos realizados por nosso grupo de pesquisa verificou-se a ocorrência de alterações histopatológicas no miocárdio de 75 a 100% dos animais avaliados, sendo os achados mais frequentes a presença de infiltrado inflamatório, necrose de cardiomiócitos e fibrose. Além disso, o parasito foi identificado no miocárdio de cerca de 60% dos animais. A imunomarcação do parasito apresentou correlação positiva com a presença de linfócitos TCD4+ e TCD8+, linfócitos B CD79+ e IgG. O presente estudo tem por objetivo dar continuidade à avaliação da resposta imune no tecido cardíaco de cães naturalmente acometidos por LV. Para tanto, será avaliada a imunomarcação para linfócitos TCD3+, linfócitos CD21+ e macrófago CD68+, nos mesmos fragmentos de miocárdio de cães naturalmente acometidos pela doença, utilizados nos estudos anteriores. (AU)