Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos alvos de regulação do fator de transcrição SHN por ChIP qPCR

Processo: 16/23437-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Michael dos Santos Brito
Beneficiário:Paulo Henrique da Silva Santos
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/08468-4 - Identificação de genes alvos regulados pelo fator de transcrição SHINE em monocotiledôneas, AP.BIOEN.JP
Assunto(s):Lignina   Reação em cadeia da polimerase em tempo real   Biomassa   Imunoprecipitação da cromatina   Biossíntese   Fatores de transcrição

Resumo

Atualmente o etanol que é produzido no mundo utiliza-se principalmente de cana de açúcar e milho. Após a moagem dos grãos de milho ou o colmo da cana, grande parte da biomassa rica em celulose, se perde. Um dos principais gargalos para o melhor aproveitamento dessa biomassa é a presença da lignina aderida à celulose da parede celular e neste cenário, plantas transgênicas com uma diferente composição representam uma alternativa interessante. Portanto entre muitos genes em potencial para a engenharia metabólica de lignina, os fatores de transcrição (FTs) envolvidos com a sua biossíntese são alvos primários, como por exemplo, o FT SHINE (SHN), caracterizado funcionalmente em Arabidopsis thaliana (AtSHN) como envolvido com a biossíntese de cera e sendo também superexpresso em arroz, sendo caracterizado como um regulador principal da síntese da parede celular secundária, demonstrando diferente comportamento nestes dois modelos vegetais de modo que a função exercida por um FT na regulação de uma via pode ocorrer de maneira espécie-específica. Utilizando dois genótipos de cana (IACSP04-065 e IACSP04-627) contrastantes para teor de lignina, foi encontrado o homólogo do gene SHN e com isso um ensaio de imunoprecipitação de cromatina (ChIP) foi iniciado com o objetivo de validar alvos de regulação do SHN em gramíneas. Portanto este projeto envolve etapas de validação dos genes alvos com análises in silico de regiões promotoras, para desenho de primers e a realização de ensaios de ChIP qPCR. Os resultados obtidos ao final do projeto serão importantes na elucidação do papel exercido por SHN na construção da parede celular secundária em cana. (AU)