Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da função dos receptores purinérgicos do núcleo paraventricular do hipotálamo na hipertensão induzida por sobrecarga de sal

Processo: 16/19162-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2016
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Vagner Roberto Antunes
Beneficiário:Johnny Mendes Mendonça
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hipotálamo   Hipertensão   Sal na dieta   Trifosfato de adenosina

Resumo

Dentre as doenças que mais afetam a população ao redor do mundo, causando altos índices de mortalidade, a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é que está relacionada à maioria delas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, uma em cada três pessoas teve sua pressão arterial aumentada para níveis elevados e isto tem sido a causa de quase metade das mortes por acidente vascular cerebral e doenças cardiovasculares. A HAS é uma patologia poligênica e multifatorial, e os hábitos alimentares e estilo de vida também influenciam nos níveis de pressão arterial, dentre eles uma dieta com quantidades elevadas de sal. Dentre os efeitos da alta ingestão de sal para o organismo, um dos principais é a alteração da osmolaridade plasmática, (hiperosmolaridade), aumentando o volume sanguíneo, pressão arterial média e danificando tecidos. Desta forma, os osmorreceptores (localizados nos - CVOs) mantém conexões diretas com diferentes núcleos do sistema nervoso central (SNC), dentre eles, o núcleo paraventricular do hipotálamo (PVN), uma região encefálica que está diretamente relacionada ao controle do sistema nervoso autônomo (SNA). Diversos estudos sustentam a hipótese de que o PVN participa na regulação do SNA frente a estímulos osmóticos por meio de suas projeções de neurônios parvocelulares para o RVLM e CIML. Recentemente estudos do nosso laboratório demostrou o importante papel da sinalização purinérgica, mais precisamente o trifosfato de adenosina (ATP), agindo no PVN, no controle da atividade simpática. Além do papel do ATP como neurotransmissor também há forte evidências de que o mesmo possa desempenhar uma função de co-transmissor em diferentes condições fisiológicas. Apesar destes resultados demonstrarem a direta participação das purinas em neurônios do PVN no controle da atividade do SNA, ainda não se tem conhecimento em que contexto fisiológico, ou mesmo patológico, os mecanismos da sinalização purinérgica em neurônios do PVN podem influenciar o SNA e controle da pressão arterial frente a desafios osmóticos. Deste modo, nossa hipótese de estudo é que a neurotransmissão purinérgica em neurônios do PVN está diretamente envolvida na modulação da hiperativação simpática presente nos casos de hipertensão induzida por sobrecarga de sal. Portanto, o objetivo deste projeto será avaliar se a hipertensão secundária à sobrecarga de sal seria ou não afetado pelo antagonismo dos receptores purinérgicos de ATP e adenosina no núcleo paraventricular do hipotálamo de animais não-anestesiados. (AU)